Imprimir

A partir do livro de Paulo Valverde… O poeta Miguel-Manso deu a conhecer o seu mais recente trabalho literário “Rosto, Clareira e Desmaio” no passado sábado, 11 de março.

O momento teve lugar no Convento da Sertã Hotel onde o autor explicou que a ideia partiu do livro de um antropólogo, Paulo Valverde, que fazia poesia através da antropologia. “ «Máscara, Mato e Morte», é um livro inacabado, foi publicado depois do autor morrer com malária”, contou o autor acrescentando que partiu desse livro para “visitar à distância São Tomé e Príncipe, onde o antropólogo esteve a trabalhar a sua tese de doutoramento”. O texto agora publicado em livro serviu de base a um espetáculo que esteve em cena no Teatro Nacional D. Maria II, no passado mês de fevereiro.

Manso referiu que a dada altura “quis propor o texto ao Nuno Moura da editora Douda Correria e desta forma ele aparece com outra autonomia”. “Rosto, Clareira e Desmaio” contou com a apresentação do escritor Luís Quintais que confessou que “não tinha esta imagem da escrita do Miguel”, mencionando que é “curioso ele ter sido capaz de pegar num texto daquela densidade e ter de alguma maneira ter construído este poema belíssimo”. De referir que “Rosto, Clareira e Desmaio” é editado pela Douda Correria e sucede a ”Persianas”, lançado em 2015, com a chancela das edições Tinta da China.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
971
Ontem
18256
Este mês
361184
Total
10324307
Visitantes Online
37