Imprimir

Primeiro-ministro esteve presente neste anúncio de investimento de 64 milhões...Foi ontem assinado na autarquia de Pedrogão Grande um protocolo que visa a instalação, nos concelhos de Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, de unidades de produção da empresa Lusiaves. Recorde-se que esta empresa se disponibilizou, logo a pós os grandes incêndios, 100 postos de trabalho na sua unidade em Marinha das Ondas e posteriormente a criar uma unidade de produção em cada um dos três concelhos afetados pelo fatídico incêndio de 17 de junho.
Nesta cerimónia, presidida pelo Primeiro-Ministro António Costa, o presidente da Câmara de Castanheira de Pera em representação dos três autarcas pediu ao primeiro-ministro para que não se deixe pressionar pelos partidos políticos e adiantou que este não é o momento de se aproveitarem de desgraças.
"Não se importe que o acusem de estar aqui numa feira de vaidades. Venha ao nosso território as vezes que quiser e que puder porque o dia que o deixar de fazer e os seus ministros, vamos ficar esquecidos", afirmou Fernando Lopes, em Pedrógão Grande. O autarca pediu ainda às oposições para que tenham um sentido de estado e não se aproveitem destas desgraças para fazer política.
"Qualquer partido político que se preze deve assumir uma posição construtiva. Que ajudem o Governo, que ajudem a construir, de desgraça estamos nós já fartos. O aproveitamento político numa situação destas é devastador", disse.
O autarca estendeu também este desafio à política local e aos municípios e pediu para que estes "tenham juízo" porque o momento não está para andar com grandes ataques.
Já o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, realçou a "coragem" deste Governo em olhar para os três concelhos, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pera, concelhos esses que "estavam esquecidos". O autarca disse que António Costa teve também a "coragem" de deslocar para Pedrógão Grande a Unidade de Missão para a Valorização do Interior (UMVI). "Novos horizontes se vão abrir. Este Governo comove-me bastante pelo facto daquilo que está a fazer por esta região e por todo o Interior. O senhor [António Costa] é admirado neste momento na nossa região e hoje vai ter a prova disso", frisou.
António Costa referiu nesta assinatura de protocolos que após a calamidade tem havido tempos diferentes, “houve o tempo da emergência em que era preciso apagar as chamas vivas, houve o tempo da urgência, de apoiar as famílias nas suas necessidades imediatas em que todos desde o estado à sociedade civil cumpriu o seu papel, há o tempo de futuro que tem a ver com a revitalização deste território e com o reordenamento desta floresta é o que estamos a fazer desde já”.
Quanto ao investimento feito pelo Lusiaves, António Costa gostaria que “todos pusessem os olhos neste extraordinário exemplo de mobilizar 64 milhões de euros para gerar 300 postos de trabalho nestes três concelhos porque no futuro passará por novos investimentos as que diversifiquem a base económica destes territórios criando mais e melhor emprego para fixar aqui população.”, frisou.
O responsável pelo grupo Lusiaves, Avelino Gaspar, fez um pequeno historial do que o grupo fez ao longo destes dois meses e como se mostrou disponível para dar emprego a 80 pessoas. Mais tarde adiantou com a possibilidade de avançar com um investimento de 64 milhões de euros e criar 300 postos de trabalho diretos. Para isso pediu ao primeiro-ministro para “fazermos mais ou menos o que a Lusiaves fez com os postos de trabalho, foi chegar dizer e fazer, nós não demorámos mais de duas semanas a levar as pessoas para a Marinha das Ondas. “Eu dizia ontem ao senhor presidente da câmara de Castanheira de pera, que quero ainda este ano estrar a trabalhar no seu concelho ao que ele me disse, por mim pode começar já amanhã], disse.
Avelino Gaspar adiantou que estão preparados para começar no imediato o investimento, sendo que já têm identificadas seis possíveis localizações.
O grupo vai produzir ovos para incubação e aves.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
1154
Ontem
18256
Este mês
361367
Total
10324490
Visitantes Online
20