Imprimir

Mação e Pedrógão Grande… As câmaras municipais de Pedrógão Grande e de Mação assinaram, no final da passada semana, um protocolo com a Universidade do Porto visando receber estagiários que possam fazer estágios em empresas destes concelhos, bem como possibilitar às empresas concelhias integrarem uma base de dados da universidade para poderem acolher estudantes.

No fundo estabeleceu-se “a criação de um canal de ligação ágil”, possibilitando às duas entidades poderem ter, por um lado “as empresas um recrutamento mais simples” e por outro, da parte dos estagiários, “saberem que empresas estão disponíveis para os acolher”, disse à Rádio Condestável Vasco Estrela, presidente da autarquia maçaense. O protocolo é assim proveitoso para os concelhos e para as empresas que passarão a ter “mão-de-obra qualificada ajudando-as a melhorar o seu desempenho e a terem profissionais qualificados”, complementou Margarida Guedes, vereadora da Câmara Municipal de Pedrógão Grande.
Este protocolo possibilita a retenção de talento nos concelhos menos povoados como Pedrógão Grande ou Mação e contribui, consequentemente, para o equilíbrio territorial do país favorecendo a empregabilidade dos estudantes da universidade.

Com a assinatura deste protocolo o objetivo dos municípios parceiros é possibilitar a identificação dos “perfis profissionais de que necessitam para que a universidade possa recomendar estudantes e graduados às competências desejadas, considerando que esta “relação sinérgica” é fundamental para a
competitividade das empresas e consequentemente para a sua capacitação na criação de emprego, em particular de emprego qualificado, bem como no combate à desertificação através do contributo para a fixação de jovens. Por outro lado, o protocolo “permitirá que jovens do nosso concelho possam ter acesso ao mercado de trabalho noutros concelhos que façam parte desta rede”, adiantou o autarca maçaense.
Outros concelhos estabeleceram este protocolo, mas Vasco Estrela acredita que os vários nichos de mercado existentes no concelho podem aliciar os jovens a rumarem até Mação e especializarem-se em certas áreas, como sendo “o presunto, a madeira, o engarrafamento de água ou os azeites”.
No caso de Pedrógão Grande e por causa dos incêndios, a vereadora aposta na área da reflorestação e no empreendedorismo. Por ser um território virgem, Margarida Guedes acredita os jovens podem aqui aprender, fazer carreira e desenvolver as suas competências e este território. “Estes jovens têm a ganhar porque, num sítio onde existe muita gente qualificada ou com o mesmo tipo de competências é mais difícil fazerem singrar os seus projetos”, ilustrou.
Agora há que divulgar este protocolo junto das empresas para que as pessoas possam fazer as respetivas escolhas, adiantaram estes responsáveis. O trabalho será feito com gosto pois, como disse Margarida Guedes, “se conseguirmos ser úteis aos nossos empresários, por mais pequenos que sejam, então estaremos a prestar um serviço público”.
O concelho de Mação tem cerca de 100 jovens a estudar em várias universidades do país. Em Pedrógão Grande, em 30 jovens que terminam o 12º ano, cerca de 25 segue para a universidade. Com este protocolo as autarquias perspetiva-lhes outro futuro.

ofertaB baseStandFrigi

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
12668
Ontem
39830
Este mês
619174
Total
15938356
Visitantes Online
41