Imprimir

Decorreu dia 7 deste mês na Sertã, a Maratona de Leitura 24 Horas a Ler. Ontem, 11 de julho, na reunião do executivo camarário da Sertã foi feito um balanço positivo desta iniciativa, classificada no encerramento como “a melhor de sempre” e que foi organizada pela equipa da Biblioteca Municipal Padre Manuel Antunes.

Carlos Miranda, vereador do PS considerou o evento marcante, desde a primeira edição, para o concelho e para a região, porque “é verdadeiramente original. Há eventos de outro cariz, mais popular mas eventos deste tipo há muito poucos e este é verdadeiramente importante e que está a colocar a Sertã no mapa cultural do país”, disse, recordando que, no encerramento da maratona, “olhava à minha volta e via que a maioria das pessoas eram de fora e que vieram à Sertã para ver a maratona”. Carlos Miranda enalteceu a organização, lamentando apenas que, “por parte da população da Sertã não haja a adesão que gostaríamos de ver”. Considerando o ato como “normal, porque infelizmente a maratona é um oásis na cultura da Sertã”, este vereador sabe que as pessoas estão habituadas a outras coisas e que “será mais difícil integrarem-se nesta iniciativa, mas há que continuar a trabalhar”, aconselhou.
Realçando igualmente a dinâmica da organização, classificando-a como “muito profissional”, o vereador do PSD Jorge Coluna relembrou um dos objetivos desta atividade, ou seja a promoção da leitura junto das “crianças, adolescentes e estudantes para que adquiram a prática da leitura”. Este objetivo está, no seu entender, alcançado na medida em que, “cada vez mais se vê estas faixas etárias a ler”. Deixou também o conselho de que o programa da maratona se estenda “aos estabelecimentos de ensino, por exemplo nas aulas. Isto teria um efeito ainda melhor”, considerou.
Outro dos elogios feitos pelo vereador foi a realização de atividades paralelas. Entre elas esteve “a cultura ao domicílio” como descreveu José Farinha Nunes, presidente da câmara e Jorge Coluna deu o exemplo do que se passou no Trízio, localidade da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, em que “as pessoas que lá estavam choraram de felicidade por estarem a ouvir uma história daquelas que lembrava os tempos antigos”. Deste modo “demonstra-se assim que a cultura está a chegar a aldeias mais isoladas no concelho. Em vez das pessoas virem ter com a cultura, leva-se a cultura às pessoas”, ilustrou.
De referir que esta matéria foi antecedida pela apresentação de um relatório sobre esta atividade, apresentado pelo presidente da câmara e onde foram focados os pontos referidos pelos vereadores.

Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
6416
Ontem
20031
Este mês
639266
Total
18356379
Visitantes Online
23