Imprimir

Foi aprovado por unanimidade no dia 29 de outubro, em reunião de câmara, o Orçamento Municipal para 2019, no valor de 12.856.651€. De acordo com a autarquia, este é “um orçamento que responde às necessidades que o momento exige mas que se reveste de inúmeras condicionantes e variáveis. Estamos, provavelmente, na presença do Orçamento, e execução do mesmo, com um grau de imprevisibilidade de que não há memória, pelo menos nos anos mais recentes".

Para tal contribui “o processo de descentralização que terá um enorme peso e relevância, particularmente nas áreas da educação e saúde. Acresce o processo de recuperação das infraestruturas destruídas pelos incêndios de 2017. É também necessário avançar com as obras relativas ao Fundo de Emergência Municipal (FEM) que, a não existir alterações, farão despender de mais de 1.000.000,00€ do orçamento municipal num ano, se quisermos concretizar tudo aquilo que o Governo validou. Por fim, há a execução dos projetos que o Município quer concretizar com apoio dos fundos comunitários que, várias vezes, não se desenvolvem da forma prevista e será feita, espera-se, a adesão a uma entidade para gestão de água, saneamento e resíduos em baixa”, esclarece a autarquia em comunicado.
No documento fica a certeza de que “os objetivos que se pretende concretizar são melhorar os apoios sociais aos mais carenciados, criar melhores condições para a atividade económica, valorizar os nossos recursos, aprofundar e valorizar o conhecimento, a educação e a cultura e promover a participação cívica, em particular dos mais jovens.

Este orçamento está atento a áreas como Inovação e Ação Social, Educação e Cultura, Empreendedorismo, Floresta / Sistema Agroflorestal, Valorização dos recursos, Reabilitação e manutenção de Infraestruturas e Património.
Assim, a autarquia tem intenção de, entre outros projetos, iniciar a construção do CAO, concluir o Núcleo Museológico de Ortiga e iniciar as obras de reabilitação do piso inferior do Museu e do Cineteatro Municipal, bem como as obras de reabilitação do Castro de S. Miguel e reabilitar a E.B. de Cardigos e do Campo de Jogos da EB 1 de Mação.
Ao nível do empreendedorismo a autarquia visa intensificar a divulgação e promoção do Centro de Negócios / Ninho de Empresas e iniciar os procedimentos, além do plano de pormenor em curso, para a expansão da Zona Industrial das Lamas.
No que diz respeito à floresta, o executivo pretende contribuir para o desenvolvimento das ZIF´s no concelho, efetivar as medidas de estabilização pós-incêndios - APA/ICNF e construir as FIC’s (Faixas de Intervenção de Combustíveis). Noutra vertente, Mação está a ajudar a desenvolver um projeto, em parceria com a Associação Pinhal Maior, de produção de produtos de agricultura biológica. Este projeto permitirá que, em Mação (no Centro de Negócios), fique instalada a base logística do mesmo com a Central de armazenamento, embalamento e posterior distribuição de produtos dos cinco concelhos da região. Este investimento ascenderá a cerca de 150.000,00€.


Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
22556
Ontem
50543
Este mês
772335
Total
20270394
Visitantes Online
54