Imprimir

A Filarmónica União Sertaginense (FUS) está a comemorar 188 anos de existência e neste espaço temporal, tal como a música, também a vida desta coletividade teve altos e baixos.

Neste momento é uma filarmónica jovem. Tal facto deve-se “ao gosto pela música” disse à Rádio Condestável Vítor Cavalheiro, presidente da coletividade, no final de mais uma festa de aniversário. “Temos procurado fomentar esse gosto nos jovens. Creio que o conservatório também veio dar uma ajuda pois desperta a apetência para a música”, elucidou. Também contribui para esse desiderato a Academia de Música da FUS, “muito ativa onde procuramos formar jovens que vão entrando para a banda”, disse, confirmando que assim se vai colmatando a falta de executantes mais velhos que, por circunstâncias normais da vida vão saindo.
Com 53 elementos a tocar, a FUS tem que ser gerida com algum profissionalismo. Vitor Cavalheiro refere, sem retirar valor aos que já passaram pela coletividade, que a maior parte das pessoas “não faz muito a ideia do que é a filarmónica de hoje”. “A nossa vontade é sempre subir e para nos mantermos nesses patamares, tem que haver uma envolvência grande, mais trabalho e disponibilidade de quem coordena e dos músicos”, reforçou.

Este ano apenas uma jovem entrou para a filarmónica. Chama-se Beatriz Reis e frequentou a Academia de Música da FUS. Integrar a filarmónica “é uma experiência nova. Gosto de tocar em grupos e aceitei o convite do Maestro porque achei que ia ser giro”, confessou. Vai tocar clarinete “porque foi o que me chamou mais a atenção”. No final a nova aluna deixou o convite a outros colegas para ingressarem na FUS pois ali “vivem-se grandes experiências”, finalizou.


Av. Dr. Abílio Marçal, Lote 1 B 6100-267 Cernache do Bonjardim

geral@radiocondestavel.pt

Telefone: Geral: 274 800 020

Redacção: 274 800 028/7

Tempo Cernache Do Bonjardim


Estatísticas

Hoje
21767
Ontem
35936
Este mês
554788
Total
21115385
Visitantes Online
26