AUTÁRQUICAS 2021: EN238 une candidatos do PS da Sertã e Ferreira

Ponte do Vale da Ursa foi local de encontro

AUTÁRQUICAS 2021: EN238 une candidatos do PS da Sertã e Ferreira

A um mês das eleições autárquicas, os dois candidatos pelo Partido Socialista (PS) às câmaras da Sertã e de Ferreira do Zêzere, Carlos Miranda e Bruno Gomes, respetivamente, juntaram-se na ponte do Vale da Ursa, no limite dos dois concelhos, para assinalar a união em defesa da estrada que os liga, a EN238.
Carlos Miranda considera que a sua defesa tem de ser feita de uma forma diferente, pois “a pressão que tem sido feita tem sido uma pressão isolada e nós temos de ser capazes de criar uma frente de municípios interessados na resolução deste problema”, que passará por uma retificação e requalificação de qualidade.
O candidato está convicto de que “só quando conseguirmos mostrar que esta estrada é de uma dimensão regional e que tem uma importância enorme para a Região Centro do País é que, seguramente, iremos ter bons resultados por parte do poder central”.
Bruno Gomes, candidato do PS à câmara de Ferreira do Zêzere realçou a importância que esta estrada tem e a necessidade de englobar neste esforço todos os municípios pela qual ela passa e para isso “temos de criar um bloco com todos os municípios que vão desde Tomar ao Fundão para que, de uma vez por todas, consigamos corrigir este problema, para assim trazer para este território mais desenvolvimento, mais proximidade e mais velocidade, ganhando todos, desde logo a população bem como as empresas”.
Este encontro foi apadrinhado pelos presidentes das duas federações distritais do Partido Socialista, Vítor Pereira por Castelo Branco, falou na necessidade da coesão territorial aplicada a esta via estruturante, defendendo que “o desencravamento final destes dois concelhos, Ferreira do Zêzere e Sertã com especial relevância para Cernache do Bonjardim, tem tudo a ver com esta estrada e é aqui que estamos no epicentro do problema, onde esta estrada mais falta faz para desenvolver estes territórios”.
Hugo Costa da Federação do Partido Socialista de Santarém quer rapidamente que esta estrada passe para o debate político para poder ser discutida e ser de uma vez por todas resolvida, pois “quem está na Comunidade do Intermunicipal do Médio Tejo sabe que esta estrada raramente é um ponto central no debate político, por isso é necessário rapidamente colocá-la no centro desse mesmo debate político”. Este deputado da Assembleia da República referia ainda que tanto os deputados do PS do distrito de Santarém como de Castelo Branco têm feito perguntas ao governo mas é preciso ir mais longe, é preciso colocar este tema no centro do debate político, rematando que “é preciso pressionar o governo central qualquer que seja o partido que esteja a governar para resolver este problema”.

Partilhar: