AUTÁRQUICAS 2021: Reações dos vencedores em cada concelho da região

Vencedores sentem-se satisfeitos e prometem continuar a trabalhar para o bem dos seus munícipes.

AUTÁRQUICAS 2021: Reações dos vencedores em cada concelho da região

VILA DE REI
No concelho de Vila de Rei a vitória sorriu ao PSD, sendo que Ricardo Aires continuará à frente dos destinos do concelho. Em declarações à Rádio Condestável (RC), Ricardo Aires confessou que “é ótimo termos o povo connosco. Soube ver que nós estamos a fazer um bom trabalho e isso é sempre bom, por isso vamos continuar a trabalhar para servir os vilarregenses".
O futuro “vai ser igual”, ou seja, "vamos continuar a melhorar as condições de vida de todos os vilarregenses”, vincou.

OLEIROS
Fernando Jorge (PSD) vai cumprir o seu último mandato à frente dos destinos do concelho de Oleiros. Satisfeito por ter ganho oito das 10 freguesias, o social-democrata disse à Condestável que “foi uma vitória em toda a linha. Agora há que trabalhar para os próximos quatro anos”, explicou. Este será um trabalho ainda mais árduo uma vez que nos últimos quatro anos fez-se “um trabalho muito atípico (pandemia)”. Uma das apostas fortes do PSD para estas eleições era a União de Freguesias de Oleiros/Amieira mas a vitória sorriu ao Movimento Mais Concelho de Oleiros. Fernando Jorge confessou que “foi uma pena o Vítor Antunes não ter ganho. Perdeu por 50 votos”, lamentou, considerando que “Oleiros ficou a perder mas temos que continuar em frente”. A terminar, Fernando Jorge confirmou que estes resultados o deixaram satisfeito. “Ganhar é sempre bom e estamos cá para dar o nosso melhor, como sempre fizemos”, rematou.

PROENÇA-A-NOVA
Os próximos quatro anos continuarão a ser governados pelo Partido Socialista. O PS “ganhou em todas as assembleias de secção de voto, quer para a câmara, assembleia municipal e juntas de freguesia (em que concorreu), vincou João Lobo, destacando a vitória, pela primeira vez, em Montes da Senhora. Assim, agradeceu a “confiança de todos os proencenses” e, atendendo à expressão da votação “somos mandatários para todos os proencenses em prol do desenvolvimento uno do concelho”, adiantou.

FERREIRA DO ZÊZERE
Neste concelho a cor da câmara mudou e o PS venceu as eleições deste domingo. Bruno Gomes e a sua equipa ganharam na quase totalidade dos órgãos autárquicos. Sendo ainda um jovem, como se intitula, explicou à RC que a sorte dá muito trabalho e o resultado destas eleições “foi o resultado de todo o trabalho feito por muitas pessoas, por muitos anos”, definiu. Este socialista demonstrou ainda que deposita muita fé nos jovens, “uma geração com muita capacidade, que conhece o mundo e com muita formação. Esta campanha veio mostrar que esta é uma juventude assertiva e que sabe o que tem que fazer”, descreveu.
Apostado em fazer alianças e trabalhar com todos, incluindo os seus parceiros de território, Bruno Gomes lembrou o período de campanha eleitoral, em que, juntamente com Carlos Miranda (presidente eleito na Sertã pelo mesmo partido), prometeram lutar pela "retificação e requalificação de qualidade da EN238". Esta estrada “tem uma grande importância para estes dois concelhos – Sertã e Ferreira”, disse. Definindo-se também como um conciliador, promotor da resolução de problemas e da criação de pontes, o futuro presidente da câmara de Ferreira do Zêzere deixou claro que “a relação que tenho com o Carlos (Miranda) tem que ser promotora da resolução deste problema”. Lembrando a referida ação de campanha sustentou que “tínhamos que dar um sinal que estamos fortemente empenhados em resolver essa situação quando tomarmos posse”.

MAÇÃO
Esta foi uma vitória “inequívoca e clara”. Foi desta forma que Vasco Estrela (PSD) definiu os resultados eleitorais desta noite. Foi o que “pedi ao eleitorado e que esperava que pudesse acontecer. É o reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver e vamos começar a arregaçar as mangas e a trabalhar para mais quatro anos em prol deste concelho”, garantiu à RC.
Vasco Estrela entra no último mandato e considera que os próximos quatro anos serão de “intenso trabalho”.

PEDRÓGÃO GRANDE
António Lopes (PSD) conseguiu um resultado que lhe vai permitir agarrar os destinos do concelho nos próximos quatro anos. À RC concordou que “o povo de Pedrógão aceitou, interiorizou e acreditou na nossa mensagem e na seriedade com que a apresentámos. O povo manifestou um grande conhecimento e sabedoria e apostou na solução certa”, sublinhou.
O futuro presidente da câmara avançou que quer “iniciar uma reviravolta nos próximos quatro anos”, os quais serão “árduos para tentar afastar a memória dos problemas com que o concelho se defrontou nos últimos anos". "Vamos desenvolver ações para refazer a imagem de Pedrógão para o exterior”, a qual “é falsa”, sustentou.

FIGUEIRÓ DOS VINHOS
O PS consolidou a Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos mas sem maioria. Jorge Abreu, candidato vencedor, acredita que poderá haver acordos. Atendendo aos resultados nas juntas de freguesia, o futuro presidente acredita que “temos espaço para continuarmos a trabalhar mais quatro anos em prol do desenvolvimento do concelho”.

PAMPILHOSA DA SERRA
Neste concelho, por força da limitação de mandatos, o PSD apresentou-se com Jorge Custódio e este candidato foi o eleito para continuar a gerir os destinos do concelho após “uma vitória de todos os pampilhosenses que perceberam o que estava em causa. Foram inteligentes para perceberem qual era o caminho que a Pampilhosa deveria seguir”, como fez questão de salientar à Condestável.
Neste concelho aconteceu a maior vitória, em termos percentuais (61%), do Distrito de Coimbra, facto que tem ainda mais valor porque “foi a primeira eleição em que esta equipa foi a votos”, disse.
O eleito mostrou-se consciente de que “os próximos tempos não vão ser fáceis para as autarquias”, primeiro “pelos fundos comunitários que é preciso gerir e fazer executar” e depois pela “delegação de competências que está para vir”. Sobre estes dossiês, "o trabalho tem que ser rápido. Terminou uma luta e está para começar uma guerra”, reforçou.

 

 

Partilhar: