BEIRA BAIXA: Comunidade concluiu recuperação de linhas de água

A Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB) concluiu o Projeto "BEIRA BAIXA 3AC". O mesmo visava implementar medidas físicas de adaptação às alterações climáticas, com impacto direto no território da Beira Baixa.

BEIRA BAIXA: Comunidade concluiu recuperação de linhas de água

No âmbito deste projeto, desenvolvido no âmbito da candidatura ao Aviso n.º 12768/2019 ao Fundo Ambiental, a CIMBB, em colaboração com os Municípios que a integram, foi responsável pela limpeza e desobstrução de linhas de água da região, designadamente na Ribeira da Roda (Freguesia de Oleiros-Amieira, Oleiros), na Ribeira da Fróia (União Freguesias de Sobreira Formosa e Alvito da Beira, Proença-a-Nova), no Ribeiro do Enxarrique (Freguesia de Vila Velha de Ródão), na Ribeira de Almaceda (Freguesia de Almaceda, Castelo Branco), no Rio Ponsul (Freguesia de Penha Garcia, Idanha-a-Nova) e no Rio Bazágueda (Freguesia de Penamacor, Penamacor).
De acordo com a comunidade, as linhas de água foram selecionadas em função da sua importância económica, social e ambiental para a região, bem como das vulnerabilidades face aos impactos das alterações climáticas (cheias, inundações e incêndios florestais).
Estas intervenções valorizam amplamente os recursos hídricos da região, contribuindo diretamente para a redução das suas vulnerabilidades aos impactos das alterações climáticas, particularmente ao nível de precipitação excessiva, cheias, inundações, ecossistemas, espécies, habitats e incêndios florestais, assim como para o aumento da capacidade adaptativa do território. E, em simultâneo, geram contributos económicos, sociais e ambientais ao nível da agricultura, biodiversidade, economia, florestas, saúde humana, segurança de pessoas e bens, e turismo.
Como recorda a CIM, esta ação encontra-se alinhada com instrumentos de planeamento, de adaptação/mitigação das alterações climáticas de âmbito nacional, intermunicipal e municipal, e pode constituir um exemplo com potencial a ser replicável a nível nacional. Além da visão estratégica da CIMBB na aposta que fez, esta candidatura revela, ainda, a importância que estes tipos de intervenções podem assumir na valorização do território e das suas gentes.
O âmbito geográfico desta Comunidade Intermunicipal compreende os municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão e tem como missão potenciar e promover o desenvolvimento da sub-região, otimizando e defendendo os interesses comuns dos municípios, por forma a reforçar a identidade conjunta do território.

Partilhar: