CASTELO BRANCO: Conselho de Administração da ULSCB será de “continuidade”

Ministra da Saúde, Marta Temido, respondeu a questões das deputadas do PS e do PSD, Hortense Martins e Cláudia André, respetivamente, eleitas pelo círculo de Castelo Branco.

CASTELO BRANCO: Conselho de Administração da ULSCB será de “continuidade”

"Não haverá uma solução de rutura, mas uma solução de continuidade (na Unidade Local de Saúde de Castelo Branco (ULSCB)", disse Marta Temido, Ministra da Saúde, na Comissão da Saúde da passada semana, respondendo às questões das deputadas na Assembleia da República, Hortense Martins do PS, Cláudia André do PSD, ambas eleitas pelo círculo de Castelo Branco. A ministra adiantou igualmente que a avaliação dos candidatos está a decorrer na Comissão de Recrutamento e Seleção da Administração Pública.
Nesta mesma audição, a deputada socialista Hortense Martins destacou também o esforço de adaptação dos hospitais do distrito de Castelo Branco e o desempenho dos seus profissionais de saúde no combate à Covid-19. Aproveitou ainda a oportunidade para saber “em que medida o esforço de investimento que está a ser feito nas unidades hospitalares também está a ser feito na ULSCB”, no que ao hospital de ambulatório diz respeito e ao bloco operatório. Hortense Martins também quis saber sobre os recursos humanos, reforço dos incentivos e vagas para estas regiões. Na resposta, o Secretario Estado da Saúde Diogo Serras Lopes começou por referir os investimentos na remodelação e ampliação do Hospital Amato Lusitano, cuja conclusão, “está prevista para maio de 2021”. Também em fase de conclusão está a ampliação do bloco central operatório do Hospital Amato Lusitano que aguarda um parecer da Administração Regional de Saúde do Centro, disse o secretário de Estado.

Partilhar: