CERNACHE DO BONJARDIM: Centro Social quer aumentar número de camas

Instituição quer ter um papel ainda mais ativo na comunidade. Relatório e Contas aprovado por unanimidade.

CERNACHE DO BONJARDIM: Centro Social quer aumentar número de camas

O Centro Social S. Nuno de Santa Maria (CSSNSM), com sede em Cernache do Bonjardim reuniu este fim-de-semana para apresentação do Relatório e Contas de 2020. Apesar dos números satisfazerem os sócios, Joaquim Patrício, presidente da instituição deixou bem clara a sua preocupação quanto ao futuro, sobre o qual disse estar “bem ciente” e por isso sabe da necessidade de continuar a procurar formas de encontrar receitas para que o trabalho social da instituição não possa ser colocado em causa.
O presidente da direção também fez uma referência à pandemia da Covid-19, em particular o surto que atingiu a Estrutura Residencial para Idosos (ERPI) - Casa da Poesia e que fez disparar os gastos mas, como disse, hoje estarão mais preparados para enfrentar esta realidade.
Apesar dos constrangimentos, os investimentos são para continuar nomeadamente o aumento de camas na ERPI e assim “poder ter um papel mais ativo junto da comunidade”, explicou o presidente. A instituição vai assim fazer uma candidatura ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais (PARES) para levar a efeito este objetivo. No entanto, ressalvou Joaquim Patrício, a obra será sempre feita, independentemente de haver ou não apoio do PARES.
Esta obra, se os prazos forem todos cumpridos, poderá estar pronta para o final do verão do próximo ano, “mas dependerá de fatores que não estão na nossa mão”, explicou.
Numa instituição como esta, todos os apoios contam e por isso, Joaquim Patrício renovou o pedido para as pessoas fazerem a sua consignação do IRS a favor do centro social. No último exercício contabilístico este ato contabilizou-se em cerca de 4 mil euros. “Todas as gotas contam para encher o oceano”, ilustrou, deixando o nif da instituição para o efeito: 500 867 844. “As pessoas não perdem nada com isso. De outra forma esse 0,5 % ficará entregue ao Estado”, lembrou.
Nesta assembleia onde os documentos foram aprovados por unanimidade foi ainda apresentado pela mesa da assembleia um voto de louvor a todos quantos trabalham na instituição e deram o seu melhor neste quadro pandémico. Este voto foi aprovado por unanimidade e aclamação.

Partilhar: