CERNACHE DO BONJARDIM: Iniciado novo caminho para validar vida e obra de Túllio Victorino

No início do próximo ano, o espaço do atelier terá novas funcionalidades, disse o presidente da câmara da Sertã

CERNACHE DO BONJARDIM: Iniciado novo caminho para validar vida e obra de Túllio Victorino

Foi oficializado esta sexta-feira, dia 16 de setembro, o protocolo de cooperação entre o Município da Sertã, a Sociedade Nacional de Belas Artes e a União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, para o desenvolvimento de um projeto de estudo, divulgação e valorização da vida e obra do pintor cernachense Túllio Victorino.
Farão ainda parte deste protocolo o Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes, da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa.
Com a assinatura deste documento, a obra do pintor será, entre outros aspetos, devidamente validada, e teve início um caminho que Carlos Miranda, presidente da câmara da Sertã, acredita que dará bons resultados:

Uma das peças importantes neste trabalho é a dinamização do Atelier. Aquando da inauguração das obras de requalificação daquele espaço, o então presidente da autarquia sertaginense, José Paulo Farinha, disse que o mais fácil estava feito. A partir daí seria necessário colocar o atelier ao serviço da população e é isso que Carlos Miranda pretende fazer já no início de 2023 com, por exemplo, a descentralização de diversos serviços da câmara para Cernache:

Quem ficou encantado com o espaço foi João Paulo Queiroz, presidente da Sociedade Nacional de Belas Artes. No seu entender é importante mantê-lo e dar-lhe vida:

Elaine Almeida, doutoranda da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa está a preparar uma tese de doutoramento sobre Túllio Victorino. À Rádio Condestável disse que é importante dar a conhecer aos locais quem foram as pessoas, reavivar memórias e valorizar o património:

Para a presidente da União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, Maria João Ribeiro, esta é uma forma de dar nova vida à busca de revalorização do pintor e da sua obra:

Este protocolo visa a dinamização deste ativo que Cernache do Bonjardim tem e, ao mesmo tempo criar, em torno do pintor, um trabalho de divulgação deste território.
Recorde-se que Túllio da Costa Victorino nasceu a 14 de dezembro de 1896, em Cernache do Bonjardim. Frequentou a Escola de Belas Artes em Lisboa, transitando depois para a Escola de Belas Artes do Porto. Pintor impressionista, aluno de Columbano Bordalo Pinheiro, recebeu influência do mestre Malhoa. Ao pintar, procurava estabelecer um diálogo entre a sua alma e a da própria paisagem. Participou em inúmeros exposições individuais e coletivas. Faleceu na sua casa-atelier, em Cernache, em 23 de março de 1969.

Partilhar: