COVID-19: Utilidade do certificado digital

Documento é válido em alguns países.

COVID-19: Utilidade do certificado digital

Para entrar em hotéis ou alojamentos locais em todo o país passou a ser necessária a apresentação do certificado digital Covid-19. Nos concelhos de risco elevado e muito elevado é igualmente preciso o certificado para ir a restaurantes às sextas-feiras a partir das 19:00, ao fim de semana e feriados.
Mas estas não são as 'únicas' utilidades pois se vai viajar, o certificado é fundamental.
Um documento que ateste que tomou as duas doses da vacina, que tem um teste negativo ou que está recuperado da Covid-19 é preciso para viajar - de recordar que o certificado digital não é obrigatório -, mas pode facilitar.
Apesar de ser facultativo, não sendo uma condição prévia para que as pessoas se possam movimentar na Europa, a falta de certificado, explica o SNS, fará com que os cidadãos possam "ficar sujeitos a medidas adicionais, como procedimentos de testagem e quarentena/isolamento profilático obrigatório, à chegada ao país de destino".
O referido certificado é válido em todos os Estados-Membros da União Europeia e ainda na Islândia, no Liechtenstein, na Noruega e na Suíça.
De lembrar ainda que o certificado é gratuito, não tendo qualquer custo associado. Para o ter, pode usar a aplicação SNS24 ou pedir que este seja enviado para o seu email através do Registo Nacional de Utentes. Qualquer pessoa com número de utente do Serviço Nacional de Saúde o pode solicitar.

Certificado pode ser obtido aqui.

Partilhar: