FIGUEIRÓ DOS VINHOS: Câmara fornece e entrega de refeições escolares em tempo de pandemia

Câmara Municipal de Figueiró dos Vinhos continua a apoiar os seus Munícipes.

FIGUEIRÓ DOS VINHOS: Câmara fornece e entrega de refeições escolares em tempo de pandemia

Neste tempo de confinamento, o Município de Figueiró dos Vinhos volta a garantir o fornecimento de refeições escolares aos alunos do Agrupamento de Escolas daquele concelho (AEFV),num universo de mais de 200 alunos, durante o novo período de encerramento das escolas em vigor, provocado pela situação pandémica COVID-19.
À semelhança de 2020, a medida, aprovada em reunião de câmara esta quarta-feira, sob proposta do presidente Jorge Abreu, destina-se aos alunos detentores de escalão A e B, bem como aos filhos dos bombeiros figueiroenses, no âmbito do Regulamento Municipal de Atribuição de Benefícios Sociais aos Bombeiros Voluntários de Figueiró dos Vinhos, de todos os níveis de ensino.
De acordo com a autarquia figueiroense, o fornecimento das refeições será efetuado em estreita colaboração com o Agrupamento de Escolas, através da entrega de cabazes de alimentos para confeção das refeições no domicílio dos alunos, cuja distribuição será realizada quinzenalmente e assegurada pela Autarquia. Os interessados em obter este apoio deverão contactar o AEFV através do número 236 559 170.
O Município volta, assim, “a superar as suas competências no âmbito da prestação de apoios alimentares a alunos beneficiários dos escalões A e B da ação social escolar, assegurando não só a continuidade do fornecimento das refeições escolares destes alunos, durante o atípico encerramento dos estabelecimentos de ensino, mas também alargando esse apoio, em 100%, aos alunos detentores do Escalão B, assumindo, para o efeito, o encargo que seria, normalmente, suportado pelos Encarregados de Educação”, lê-se na nota enviada à comunicação social pela câmara de Figueiró dos Vinhos.
O apoio pretende “minimizar um pouco as dificuldades sentidas, por pais e alunos, inerentes ao exigente, mas necessário, atual Estado de Emergência”, lê-se ainda na referida nota.

Partilhar: