INCÊNDIOS: DECIR terminou no fim de outubro

Ministro Eduardo Cabrita elogiou bombeiros.

INCÊNDIOS: DECIR terminou no fim de outubro

O Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR) chegou ontem ao fim, com o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, a elogiar e a destacar uma classe profissional que defende valores como a solidariedade ou a entrega a uma causa maior.
O DECIR 2021 termina duas semanas depois do previsto, devido às previsões meteorológicas, que eram favoráveis à ocorrência de fogos, e Eduardo Cabrita reconhece que "todos os agentes de proteção civil, sem exceção, elevaram-se mais uma vez".
O ministro destaca que foi "graças a uma primeira intervenção musculada e eficaz (...) que mais de 80% das ocorrências registadas apresentam uma área ardida inferior a 1ha [hectare]", sublinhando que essa intervenção esteve assente, sobretudo, nos corpos de bombeiros, nas equipas helitransportadas da Guarda Nacional Republicana e nas equipas de sapadores florestais.
O dispositivo contou com um efetivo de 3.933 bombeiros, correspondendo a 798 equipas, apoiados por 848 veículos, que complementam o dispositivo permanente terrestre, e os 41 meios aéreos que já estavam previstos para se manterem ao serviço até ao final de outubro.
Segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR), até sexta-feira estavam no terreno quase 10 mil elementos de 2.280 equipas e até 2.115 veículos dos vários agentes presentes no terreno e até 60 meios aéreos.

Partilhar: