INCÊNDIOS: Proteção Civil emite aviso de perigo de incêndio

ANEPC reforça medidas preventivas para situações desta natureza.

 INCÊNDIOS: Proteção Civil emite aviso de perigo de incêndio

A previsão de agravamento das condições favoráveis ao incremento do risco de incêndios, devido ao tempo quente e seco, para as próximas 72 horas levou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a emitir um aviso à população de perigo de incêndio rural.
De acordo com a informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), nas próximas horas haverá subida da temperatura máxima, com maior incidência nas regiões do Alentejo, Algarve e interior Centro, estendendo-se ao interior Norte, a humidade relativa do ar terá valores baixos na generalidade do território, sem recuperação noturna, o vento será intenso nas terras altas, soprando por vezes forte e haverá condições meteorológicas propícias a ocorrências de comportamento errático dos incêndios, em especial nas regiões do Alentejo e Algarve.
Deste modo a ANEPC recorda que durante o período crítico que se prolonga até dia 30 de setembro, é proibido fazer queimadas extensivas sem autorização. É igualmente proibido fazer queima de amontoados sem comunicação prévia/autorização e utilizar fogareiros e grelhadores em todo o espaço rural salvo se, usados fora das zonas críticas e nos locais devidamente autorizados, para o efeito. Não se pode fumar ou fazer qualquer tipo de lume nos espaços florestais, lançar balões de mecha acesa e foguetes. O uso de fogo-de-artifício só é permitido com autorização da câmara municipal. É proibido fumigar ou desinfestar apiários exceto se os fumigadores tiverem dispositivos de retenção de faúlhas, usar motorroçadoras (exceto se possuírem fio de nylon), corta-matos e destroçadores nos dias de risco máximo. Evite o uso de grades de discos. A ANEPC recorda também que é obrigatório usar dispositivos de retenção de faíscas e de tapa-chamas nos tubos de escape e chaminés das máquinas de combustão interna e externa nos veículos de transporte pesados e 1 ou 2 extintores de 6 Kg, consoante o peso máximo seja inferior ou superior a 10 toneladas.
A evolução do perigo de incêndio para os próximos dias está disponível nos sítios da internet da ANEPC, do IPMA e do ICNF, ou junto dos serviços municipais de proteção civil e dos corpos de bombeiros.

Artigos Relacionados

Partilhar: