MAÇÃO: País tem mais 122 Equipas de Intervenção Permanente

São mais de 500 operacionais a nível nacional.

MAÇÃO: País tem mais 122 Equipas de Intervenção Permanente

O Governo assinou em Mação os protocolos para a constituição de 122 Equipas de Intervenção Permanente (EIP) nas corporações de bombeiros. São compostas por 610 bombeiros profissionais e vão ser criadas em 95 municípios sendo que, na sua maioria, são as segundas a serem constituídas na mesma corporação.
Cada EIP tem cinco elementos e o conceito foi criado em 2001. Estes elementos estão em permanência nos quartéis de bombeiros para ocorrer a qualquer situação de urgência e emergência.
São agora 528 as equipas já protocoladas, ou seja, o triplo das que existiam em 2016, estando a funcionar 359, num total de 1.807 operacionais.
Presente nesta cerimónia esteve a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar para quem, a assinatura destes protocolos é o caminho para a formação, o “grande caminho de futuro para os bombeiros voluntários”, concordou. A governante realçou igualmente o papel que as autarquias têm na constituição destas equipas pois são elas que assumem, juntamente com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o seu financiamento. O caminho é de mudança mas esta é uma página que não se consegue virar de um dia para o outro, explicou Patrícia Gaspar. “Vai demorar anos para termos um sistema diferente”, reforçou.
Para o presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela, estas EIP “são o caminho a seguir. O voluntariado é cada vez mais difícil de colocar em prática e nada é como antigamente e os jovens têm outras atrações”, reconheceu para dizer que “vão cedo para fora e a disponibilidade para o voluntariado não é a mesma e por isso há que refletir nesta situação”.
Do conjunto das 528 equipas protocoladas até agora, três em cada quatro foram criadas desde 2017 e no quadro da reforma do sistema de Emergência e Proteção Civil. Estas equipas são formadas por bombeiros profissionais com competências em valências diferenciadas para atuarem em diferentes cenários.

Partilhar: