MÉDIO TEJO/SERTÃ: CIM faz ponto de situação sobre EN238 e Comando Sub-Regional

Presidente Anabela Freitas esclarece dúvidas.

MÉDIO TEJO/SERTÃ: CIM faz ponto de situação sobre EN238 e Comando Sub-Regional

Em maio de 2020 a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM Médio Tejo) considerou a requalificação da EN238, no troço entre Cernache do Bonjardim e Ferreira do Zêzere, com ligação IC8 - A13 - IC9, “como um dos imprescindíveis projetos prioritários para a nossa região”. Conforme a Rádio Condestável noticiou na ocasião, a decisão decorreu da análise dos projetos, por parte da CIM do Médio Tejo, a incluir no Programa Nacional de Investimentos (PNE) até 2030. Esta CIM “incorporou e priorizou este projeto como uma das vias estruturantes para a competitividade empresarial de caráter intermunicipal”, explicou na altura o ex-Presidente da Câmara Municipal da Sertã, José Farinha Nunes.

Passado que está ano e meio sobre este assunto, a Rádio Condestável quis saber qual o atual ponto de situação. Em entrevista à Rádio Condestável, Anabela Freitas, presidente da referida CIM, sem nunca falar num novo traçado para esta via, deu conta que “o procedimento para elaboração do projeto de requalificação da EN238 já foi lançado”, contudo “desconhecemos, à data de hoje (11 de janeiro), se o mesmo foi adjudicado ou se terá ficado deserto”.
Anabela Freitas explicou que “esta estrada foi sempre sinalizada, em todos os documentos, seja no contributo que demos para o PNE, seja na nossa própria estratégia dizendo que é um eixo estruturante para a implementação da estratégia da comunidade intermunicipal”. Para o caso do procedimento ficar deserto, a presidente deixou a garantia de que a CIM Médio Tejo continuará a lutar pela EN238 pois “aquele eixo é absolutamente estruturante para o desenvolvimento de um conjunto de territórios que estão ao longo dela”, mas sem nunca falar num novo traçado.

Comando Sub-Regional de Proteção Civil deverá ir para a Barquinha 

Contrariando o que disse à Condestável o ex-presidente da Câmara Municipal da Sertã em outubro do ano passado (antes da tomada de posse do novo executivo) e esclarecendo algumas dúvidas que surgiram na Assembleia Municipal da Sertã do passado dia 30 de dezembro, Anabela Freitas, presidente da CIM Médio Tejo, disse hoje, dia 11 de janeiro, quando questionada pela RC sobre o destino desta estrutura, que prevalecerá a decisão tomada por unanimidade (todos) dos concelhos pertencentes a esta comunidade em 2019, ou seja, que irá para o concelho de Vila Nova da Barquinha.
A presidente relembrou assim que “em 2019, quando se começou a falar na criação dos comandos sub-regionais, a CIM tomou uma decisão, por unanimidade, onde estava presente também a Sertã, de que a sua localização seria no concelho da Barquinha”. Entretanto “há um pré anúncio do Governo de que o serviço ia para a Sertã, contrariando aquilo que tinha sido uma tomada de posição de 13 presidentes de câmara quanto à sua localização”, continuou a presidente. Quando este anúncio foi tornado público a CIM reafirmou a sua tomada de posição de 2019 e “efetivamente parece que, e este é o ponto de situação que conheço, foi tomada em consideração a decisão tomada por unanimidade, na CIM Médio Tejo, em 2019”, onde todos os concelhos votaram a favor da Barquinha.
De referir que o Governo anunciou, entretanto, a criação de todos os comandos com exceção do Médio Tejo, aguardando-se, a qualquer momento que seja feito o anúncio, completou Anabela Freitas.

Artigos Relacionados

Partilhar: