OLEIROS: Município aposta na preservação e valorização do património imaterial

Terminou primeira fase de recolha do projeto “A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria”

OLEIROS: Município aposta na preservação e valorização do património imaterial

O Município de Oleiros está apostado em preservar o património imaterial concelhio e por isso, está a levar a efeito uma recolha de música. Assim, alinhado com a estratégia que o município tem seguido no âmbito da recolha e conservação do seu património imaterial, ilustradas em projetos como Dez Freguesias, Dez Experiências; Visitas Guiadas e Encenadas e Digitalizar a Cultura, terminou esta semana a primeira fase de recolha do projeto “A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria”. Esta ação resulta de uma parceria entre o Município e a associação "A Música Portuguesa a Gostar Dela Própria", sob a direção artística de Tiago Pereira. Nas palavras do vereador Paulo Urbano "nesta fase houve a preocupação de abranger todas as freguesias e um universo considerável de intervenientes. Este é um legado que pretendemos deixar às gerações atuais e vindouras", explica a autarquia em nota enviada à comunicação social.
Com um vasto trabalho de recolha do património musical nacional, a associação fundada em 2011 reúne um dos maiores espólios audiovisuais, de tradição oral e memória coletiva existentes em Portugal. Segundo o seu diretor artístico, o qual tem raízes no concelho, "temos percorrido o país de Norte a Sul, à procura das pessoas que ainda cantam para si próprias, que utilizam a memória e a tradição oral para manter vivas práticas e saberes ancestrais. Por isso, gravamos tudo: canções, rezas, responsos, benzeduras, ofícios, saber fazer, danças, músicas, estórias de vida”.

Partilhar: