OLEIROS: Município continua apostado em combater a vespa das galhas do castanheiro

Já decorreram ações de combate em vários locais do concelho.

OLEIROS: Município continua apostado em combater a vespa das galhas do castanheiro

No concelho de Oleiros, foram já realizadas oito largadas, estando previstas ainda quatro para o presente ano. A ação realizou-se na passada semana numa iniciativa do Município de Oleiros, em parceria com a Associação Portuguesa da Castanha (RefCast), e a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC). Foram assim largados "Torymus sinensis".
Como explica a autarquia oleirense em nota enviada à comunicação social, “consoante o avanço do estado fenológico dos castanheiros, serão realizadas novas largadas em locais estratégicos de modo a abranger a maior parte do território”.
O inseto Dryocosmus kuriphilus, designado por Vespa-das-Galhas-do-Castanheiro, ataca os exemplares arbóreos dos castanheiros (Castanea), induzindo a formação de galhas nos gomos e folhas, o que provoca uma redução drástica na produção e qualidade da castanha (entre 60 a 80%), conduzindo, por consequência, ao declínio dos castanheiros.
O único meio reconhecido atualmente como tendo alguma eficácia no controlo desta praga é a luta biológica, através da largada do referido inseto parasitóide, que se alimenta das larvas da vespa e tem um raio de atuação de cinco quilómetros. Importante referir que este não é um tratamento feito “planta a planta”, mas sim, na região nas quais as árvores mais afetadas se encontram, explica a câmara, adiantando que é um método de combate a esta praga que se repete pelo terceiro ano, cujos sinais de melhorias começam já a aparecer nos locais onde as largadas foram realizadas inicialmente.
O Município de Oleiros alia-se novamente aos proprietários de castanheiros, suportando monetariamente a aquisição do método biológico de luta, de modo a fazer face a esta praga e diminuir assim os efeitos que a mesma poderá trazer à produção de Castanha neste concelho e na região.

Partilhar: