OLEIROS: Projetos de turismo e lazer venceram Orçamento Participativo

Já são conhecidos os vencedores dos Orçamentos Participativos Jovem e Geral

OLEIROS: Projetos de turismo e lazer venceram Orçamento Participativo

Dois projetos ligados ao turismo e ao lazer venceram este ano os Orçamentos Participativos Jovem e Geral, iniciativas promovidas pelo Município de Oleiros. Na vertente “Jovem”, o vencedor foi o Cais Fluvial no Rio Zêzere e Zona de Lazer apresentado por Rita Ladeira e que será implantado na freguesia do Sobral, como a própria explicou à Rádio Condestável:

Como disse ainda Rita Ladeira, esta ideia decorreu de uma necessidade por si sentida, já que é uma amante da pesca naquelas águas: 

Na vertente “Geral”, o projeto “Pedalar sem esforço” é para ser implementado no Orvalho e, tal como o anterior, já é repetente a concorrer a este mecanismo. De acordo com a sua promotora, Patrícia Afonso, pretende-se que os visitantes conheçam outros pontos da aldeia quando fazem o seu percurso pedestre: 

A importância deste tipo de iniciativas é realçada por Patrícia Afonso que sente pena de não haver mais ideias. Se tal acontecesse poderia haver mais desenvolvimento para as localidades concelhias: 

Miguel Marques, vice-presidente da câmara de Oleiros, fez um balanço muito positivo de mais uma edição do Orçamento Participativo que, como referiu, faz com que a população participe numa discussão do que interessa para os seus pares: 

Quanto ao projeto “Pedalar sem esforço”, em concreto, servirá de complemento a tudo o que tem sido feito nos últimos anos no Orvalho, explicou: 

No que respeita ao Cais Fluvial no Rio Zêzere e Zona de Lazer no Sobral, o projeto era já um anseio dos autarcas daquela freguesia onde a câmara já efetuou o asfaltamento da estrada de acesso à água: 

O município atribui 25 mil euros a cada um destes projetos para a sua concretização.
Como refere a autarquia, entre os princípios desta iniciativa está o fomento de uma cidadania participativa, ativa e responsável; a promoção do envolvimento dos jovens e da população em geral, bem como o incentivo à interação entre eleitos, técnicos municipais e munícipes na procura de soluções para melhorar a transparência da gestão pública e a qualidade de vida no concelho.

Partilhar: