PAMPILHOSA DA SERRA: Apoio à vacinação já abrangeu mais de 800 deslocações

Através da rede de táxis local, num investimento de cerca de 15 mil euros.

PAMPILHOSA DA SERRA: Apoio à vacinação já abrangeu mais de 800 deslocações

O programa criado pela Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, destinado a pessoas com necessidade de transporte até ao local de vacinação, já contabiliza mais de 800 deslocações efetuadas através da rede de táxis local, dá conta a câmara pampilhosense em nota enviada à comunicação social.
Inicialmente instituído para apoiar as pessoas com mais de 80 anos, abrangidas na 1ª fase do Plano de Vacinação contra a Covid-19, este “projeto pioneiro na Pampilhosa da Serra e em toda a região”, continua ativo para faixas etárias mais baixas, em caso de necessidade, de modo a garantir que “não é pela questão do transporte que as pessoas não vão à vacinação”, disse Jorge Custódio, vice-presidente da câmara.
O facto de já terem sido efetuados mais de 800 transportes, o que representa um investimento de cerca de 15 mil euros na rede de transportes local, é para Jorge Custódio “um sinal de que a preocupação que a câmara tinha, teve bom acolhimento” por parte das pessoas que sentiam essa “necessidade de transporte”.
O autarca referiu ainda que neste processo tem prevalecido a “excelente coordenação entre o Centro de Saúde, a câmara municipal e os bombeiros voluntários”, o que se traduz num “resultado positivo” que deixa a autarquia “muito satisfeita”, lê-se ainda na referida nota.
Assim, é no “apoio ao munícipes e a um setor bastante abalado com a pandemia”, que reside um dos grandes méritos desta iniciativa, pois “é precisamente nestes momentos de crise que a Câmara Municipal tem de estar ao lado das pessoas e tentar ajudá-las”, notou igualmente Jorge Custódio.
Recorde-se que este mecanismo de apoio é iniciado após identificação por parte do Centro de Saúde, das pessoas designadas para ir à vacinação e que simultaneamente precisam de transporte. A partir desse momento entra em funcionamento o acordo que foi estabelecido entre a Câmara Municipal e os taxistas, que asseguram o transporte para o Centro de Saúde e respetivo regresso ao domicílio, sendo o custo do serviço assumido pela Câmara Municipal.

Partilhar: