PAMPILHOSA DA SERRA: Câmara adquire terrenos na AIGP da Travessa

E decreta dia de luto municipal pelo falecimento do enfermeiro João Albano.

PAMPILHOSA DA SERRA: Câmara adquire terrenos na AIGP da Travessa

Teve lugar ontem, dia 25 de julho, na freguesia de Portela do Fojo-Machio, mais uma reunião de câmara descentralizada.
Esta sétima reunião, serviu para percorrer a freguesia e auscultar a população com o executivo municipal a inteirar-se dos “problemas que mais afligem a população da freguesia e que, obviamente, preocupam a Junta de Freguesia também”, disse Jorge Custódio, presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra.
Em nota enviada à comunicação social, a autarquia dá conta que “dos pontos discutidos no período da ordem do dia destaca-se a decisão de aquisição de prédios integrados no projeto da AIGP da Travessa, uma decisão que se prende sobretudo à questão deste projeto diferenciador que a Câmara Municipal está a desenvolver para a implantação de uma vinha naquele território”. Estas aquisições, refere ainda a edilidade, visam “regularizar a situação destes terrenos que foram arrendados, numa primeira instância, pela câmara municipal para efeitos da candidatura deste projeto”, facto para o qual Jorge Custódio aproveitou para endereçar um agradecimento a “todos os proprietários, sem exceção, que foram bastante sensíveis e perceberam qual é que era o intuito e o quanto este projeto podia ser diferenciador”, disponibilizando-se imediatamente para “arrendar e vender esses terrenos à autarquia”. O edil pampilhosense aproveitou ainda para relembrar que “para conseguirmos os 74 hectares de terreno tivemos de fazer contratos de arrendamento com 184 pessoas” um facto que reforça a dificuldade inerente a este projeto. A esta reunião vieram apenas os artigos matriciais para os quais já se encontra “formalizada toda a questão da compra e de escritura” dando início a este processo que visa a aquisição de todos os terrenos inseridos dentro dos 74 hectares identificados.

Decretado dia de luto municipal

Antes de dar início ao período da ordem do dia, Jorge Custódio colocou a votação uma nota de pesar e o decretar de um dia de Luto Municipal “pelo falecimento do nosso amigo e enfermeiro João Albano”. Segundo o autarca, a decisão acontece “porque se trata de um cidadão que estava em plenas funções no Executivo da Junta de Freguesia de Pessegueiro”, mas também pelo facto de, “enquanto enfermeiro do nosso Centro de Saúde, durante muitos anos, ter ajudado a salvar muita gente também, obviamente que em conjunto com a restante equipa”, tratando-se de “uma pessoa muito querida dos Pampilhosenses”, muito colaborativa e “sempre disponível, com um sorriso na cara, para tentar ajudar todos”. Desse modo foi decretado, por unanimidade, dia de Luto Municipal amanhã, 27 de julho, dia do funeral de João David de Oliveira Albano.

Partilhar: