PAMPILHOSA DA SERRA: “Combate às Plantas Invasoras”

Caminhada interpretativa em Porto de Vacas.

PAMPILHOSA DA SERRA: “Combate às Plantas Invasoras”

A localidade de Porto de Vacas, no concelho de Pampilhosa da Serra vai receber, no próximo dia 12 de junho, a caminhada interpretativa denominada “Combate às Plantas Invasoras”.
De acordo com a Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, a atividade está inserida no projeto de educação ambiental Descobrir e Valorizar o Açor, sendo a primeira aberta ao público em geral.
A caminhada, ao longo de cerca de 7 quilómetros em formato circular, contará com o acompanhamento de Luiz Alves, investigador do departamento de Geografia e Turismo da Universidade de Coimbra, que “ajudará a identificar e a caraterizar os vários tipos de plantas e vegetação, sendo que, no caso das plantas invasoras, será ainda explicado o respetivo processo de neutralização”, explica a autarquia pampilhosense.
Recorde-se que o programa Descobrir e Valorizar o Açor, que começou no dia 24 de maio, assenta numa estratégia de educação ambiental municipal, baseada na adaptação às alterações climáticas, na gestão das áreas protegidas e classificadas, na valorização dos territórios do Interior e na diversificação e qualificação da oferta turística. A iniciativa prevê uma abordagem complementar, de articulação do calendário entre a população residente, operadores turísticos, técnicos da autarquia, decisores políticos e turistas/visitantes, que concede à estratégia uma dimensão transversal de relevo, sobretudo devido à importância do sistema turístico na criação de valor para a economia local, mas também na projeção da imagem do território.
O programa é dinamizado em articulação com o Plano de Ação e Estratégia do consórcio do Provere iNature, entidade que também cofinancia o projeto, e será um “importante ponto de partida não só para difundir conhecimento e consciencializar a sociedade, mas também para dar a conhecer ferramentas úteis para a valorização do território e dos seus ativos diferenciadores”.
As inscrições são gratuitas, mas limitadas a um máximo de 20 pessoas.

Partilhar: