PAMPILHOSA DA SERRA: Joni Brandão venceu clássica Aldeias do Xisto

Prova terminou em Fajão, concelho de Pampilhosa da Serra.

 PAMPILHOSA DA SERRA: Joni Brandão venceu clássica Aldeias do Xisto

A Aldeia do Xisto de Fajão recebeu, ontem dia 25 de abril, o final da 4ª edição da Clássica Aldeias do Xisto, sendo que o ciclista Joni Brandão da equipa W52 FC Porto Reconco, acabaria por ser o mais rápido a percorrer o traçado de 142 quilómetros, com um acumulado de subida de 2700 metros.
Como descreve a autarquia pampilhosense, “esta prova, que começou na aldeia da Benfeita, no concelho de Arganil, marcou o regresso do ciclismo de estrada às Aldeias do Xisto” e “carateriza-se por ser a única em todo o mundo, inscrita na União Velocipédica Internacional, que começa e termina numa aldeia”, tal como destacou Rui Simão, diretor executivo da ADXTUR, entidade que coordena a organização.
O traçado revelou-se muito exigente e as condições atmosféricas que se registaram não facilitaram a prova ao pelotão de mais de 100 corredores, de 9 equipas continentais e outras tantas de formações de clube. Para o vencedor da Clássica Aldeias do Xisto, foi uma prova “bonita, dura e bem disputada”, “com o traçado muito bem escolhido”. Joni Brandão disse ainda que a dureza da prova está espelhada no “resultado da corrida”, uma vez que chegaram “poucos atletas na parte final”.
Por sua vez, Jorge Custódio, vice-Presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, mostrou-se satisfeito pelo facto de o concelho fazer parte, uma vez mais, de uma prova que é já uma referência no calendário velocipédico Português. “Para nós Pampilhosa da Serra e para a Freguesia de Fajão em particular, é um orgulho recebermos uma prova destas de montanha”, expressou, manifestando ainda a expectativa de que tendo em conta as caraterísticas do território e a “dureza que a prova tem” possa ser “aliciante” e assim “trazer cada vez mais provas de montanha para nossa terra”.
Também Rui Simão considerou que caraterísticas de eleição como o “enquadramento cénico e paisagístico”, a “exigência competitiva, quer pelos declives, como pela montanha que tem de ser vencida”, fazem com este território seja “espetacular em termos desportivos”. O diretor executivo da ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento das Aldeias do Xisto afirmou ainda que outra das vantagens desta competição é “trazer a energia e a paixão do ciclismo para dentro das aldeias”.
Na ligação entre Benfeita e Fajão, os corredores atravessaram as localidades de Pisão, Côja, Secarias, Arganil, Casal de São José, Góis, Fonte do Soite, Semide, Miranda do Corvo, Lousã, Vilarinho, Boavista, Ladeiras, Teixeira e Relvas.

Partilhar: