PAMPILHOSA DA SERRA: Programa de Educação Ambiental já arrancou

“Descobrir e Valorizar o Açor”.

PAMPILHOSA DA SERRA: Programa de Educação Ambiental já arrancou

A aldeia de Fajão, no concelho de Pampilhosa da Serra assistiu, ontem , 24 de maio, ao arranque do programa “Descobrir e Valorizar o Açor”, que assenta numa estratégia de educação ambiental municipal, baseada na adaptação às alterações climáticas, na gestão das áreas protegidas e classificadas, na valorização dos territórios do Interior e na diversificação e qualificação da oferta turística, explica a câmara da Pampilhosa em nota enviada à comunicação social.
A primeira sessão do programa, destinada a técnicos da autarquia e empresas de animação turística, foi subordinada ao tema “Interpretação do Património Natural” e dinamizada por Luiz Alves, Investigador do Departamento de Geografia e Turismo da Universidade de Coimbra. A sessão seguinte, que assenta sobre “Técnicas de Controlo de Plantas Invasoras”, será igualmente limitada a estes dois grupos, sendo que a partir do dia 12 de junho, decorrerão sessões abertas – mediante inscrição prévia -, a turistas, visitantes e população residente.
De acordo com a autarquia, em ambas as sessões, o objetivo passa por potenciar a formação de “guias de natureza especializados”, e com isso proporcionar uma experiência turística diferenciadora e pedagógica, profundamente enraizada com as particularidades do meio envolvente.
A abordagem complementar, de articulação do calendário entre a população residente, operadores turísticos, técnicos da autarquia, decisores políticos e turistas/visitantes, concede à estratégia uma dimensão transversal de relevo, sobretudo devido à importância do sistema turístico na criação de valor para a economia local, mas também na projeção da imagem do território.
Sublinhe-se que a estruturação do calendário anual de ações de educação ambiental, possibilitará testar as necessidades e perfis de consciencialização da cultura cívica vocacionada para a preservação do ambiente, ao mesmo tempo que procurará dar a conhecer melhor o território nas suas múltiplas vertentes: fauna, flora e geomorfologia. Serão ainda integrados elementos diferenciados do património cultural (material e imaterial), e focadas problemáticas como incêndios florestais, invasões biológicas, contaminação dos recursos hídricos e gestão dos recursos naturais, fazendo uso dos recursos integrados no Complexo do Açor (Rede Natura 2000) e áreas envolventes.
Assim, a interligação entre as ações experimentais e de carácter educativo/formativo, com a componente de animação turística, assume-se como relevante na diferenciação do calendário de animação do território, em complementaridade da oferta das infraestruturas de turismo e lazer, com especial foco no turismo de natureza e ativo, alicerçada na qualidade dos patrimónios inimitáveis de Pampilhosa da Serra (natural, cultural e paisagístico).

Partilhar: