PAMPILHOSA DA SERRA: Programa de férias destacou educação ambiental

Aconteceu ontem e destinou-se a crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo.

PAMPILHOSA DA SERRA: Programa de férias destacou educação ambiental

Inserida no projeto “Descobrir e Valorizar o Açor”, decorreu, ao longo do dia de ontem, 16 de julho, uma ação de educação ambiental, junto à Praia Fluvial de Pampilhosa da Serra e também na Escola Sede.
Destinou-se às crianças do pré-escolar e do 1ºciclo, que frequentam o programa de férias “Julho em Ação”. Participaram 60 crianças numa atividade que foi orientada por Luiz Alves, investigador do departamento de Geografia e Turismo da Universidade de Coimbra, em parceria com o Gabinete de Turismo do Município.
A iniciativa começaria com uma breve abordagem teórica sobre as técnicas fundamentais no processo de germinação de árvores e arbustos nativos, e respetiva importância para a conservação da natureza.
Na segunda fase, cada participante preparou um recipiente (através da reutilização de garrafas de plástico) e semeou uma semente de freixo (Fraxinus Angustifolia), em substrato adequado para o efeito. Cada “vaso” tem agora inscrito o nome atribuído pelo participante à respetiva árvore, pela qual terá que zelar, pelo menos, até ao outono de 2021, altura em que poderá ser plantada no território.
Foram objetivos centrais desta ação de educação ambiental em contexto de animação os seguintes: Fomentar o interesse pela natureza; estimular a consciencialização das problemáticas ambientais e da importância da conservação da natureza; despertar o interesse pela floresta, através do “apadrinhamento” de árvores e do seu cuidado contínuo; incentivar à participação em ações de valorização e salvaguarda do património natural e dar a conhecer a importância da floresta nativa.
Recorde-se que o projeto “Descobrir e Valorizar o Açor”, é dinamizado desde o final de maio, em Pampilhosa da Serra, em estreita articulação com o Plano de Ação e Estratégia do consórcio do Provere iNature, entidade que também cofinancia o projeto, sendo um importante ponto de partida não só para difundir conhecimento e consciencializar a sociedade, mas também para dar a conhecer ferramentas úteis para a valorização do território e dos seus ativos diferenciadores.

Partilhar: