PEDRÓGÃO GRANDE: "Sofrimento não passa de um momento para outro"

Expressão é do Presidente da República.

PEDRÓGÃO GRANDE: "Sofrimento não passa de um momento para outro"

Marcelo Rebelo de Sousa assinalou o quarto aniversário da tragédia de Pedrógão Grande, transmitindo uma mensagem em homenagem às vítimas do incêndio. O Presidente da República sublinha que a tragédia que hoje recordamos "não escolheu as vítimas" e que o sofrimento permanece na sociedade portuguesa.
"Foram homens, foram mulheres, crianças, de todas as idades, tantos que sofreram e ainda sofrem, apesar dos quatro anos já volvidos, porque é um sofrimento que não passa de um momento para o outro, fica connosco, fica convosco, fica com toda a sociedade portuguesa", pode ler-se.
Apesar de distante fisicamente, Marcelo junta-se assim "fraternalmente a todas e a todos" os que sofrem com a tragédia de há quatro anos. "Comungamos em espírito esse dever de memória, que se renova por ocasião desta efeméride – o Dia Nacional em Memória das Vítimas dos Incêndios Florestais, mas que deve ser partilhado com todos os outros dias do ano. É um símbolo de uma realidade que está sempre presente no nosso coração", escreve.
O Chefe de Estado lembra que tem estado com as vítimas ao longo dos últimos quatro anos, "testemunhando o vosso padecimento, a vossa provação, mas também a vossa força e capacidade de ultrapassar, mostrando a todos nós que da maior dor pode nascer e afirmar-se a maior força. Assim tem sido, nas múltiplas batalhas que a Associação das Vítimas dos Incêndios de Pedrógão tem travado e ainda trava", assinala.
Por fim, Marcelo deixa palavras de esperança e de futuro. "Olhemos para o futuro em homenagem àqueles que ficaram, em homenagem em nome do território que nunca abandonaram, em homenagem em nome daquilo em que se transformaram, fruto de tudo o que perderam. É um caminho que se faz, fazendo, caminhando, nunca esquecendo, mas sempre acreditando", termina.
Recorde-se que o incêndio de Pedrógão Grande provocou 66 mortos e 253 feridos, tendo destruído cerca de 500 casas, 261 das quais habitações permanentes, e 50 empresas.

Artigos Relacionados

Partilhar: