PEDRÓGÃO GRANDE: Soprei abriu a primeira loja de retalho

Super Tradição tem outra imagem mas mantém o conceito de proximidade.

PEDRÓGÃO GRANDE: Soprei abriu a primeira loja de retalho

Com uma imagem renovada, atraente, convidativa e com o mesmo conceito de proximidade, abriu ao público esta quinta-feira, dia 28 de outubro, em Pedrógão Grande, a primeira loja de retalho da Soprei, Cooperativa Abastecedora de Mercearias com sede na Sertã. Funciona no mesmo local do supermercado do “Sr. António” e é a mais recente aposta da cooperativa. A ideia surgiu quando António Júlio, ao fim de meio século de portas abertas decidiu, por motivos de reforma, vender a loja. Sendo cliente da Soprei, a cooperativa achou por bem comprar, não desperdiçando assim esta oportunidade, ao mesmo tempo que se continua a proporcionar este tipo de oferta comercial à população do concelho, explicou à Rádio Condestável, Carlos Marçal, presidente da Soprei. “Assim não perdemos um cliente e a loja tem um bom historial, com muito movimento e vamos tentar aumentar ainda mais”, disse.
Até agora as apostas da Soprei têm sido certeiras, muito porque são devidamente ponderadas e tomadas com “os pés assentes na terra” e por isso, a ideia de ter mais lojas do género, que é para levar à prática, tem que ser um processo lento, ponderado e sem prejudicar outros sócios, avançou ainda Carlos Marçal.
O investimento feito na Super Tradição foi de cerca de 300 mil euros e apesar de estar diferente, o espaço não fechou portas e é isso que mantém os antigos proprietários satisfeitos. Afinal a tradição vai continuar, com a marca de proximidade e de bem receber, disseram os antigos proprietários António Júlio e Fernanda Marques. “Foi muito bom e foi para uma empresa que também vai servir muito bem os clientes desta casa”, destacaram.

Além da remodelação do espaço, há agora mais oferta de produtos. “A loja tinha cerca de 1500 referências, agora temos quase três mil. Conseguimos ter uma loja mais eficiente e uma oferta mais ampla de produtos para satisfazer as necessidades dos clientes”, explicou Rui Pires, diretor executivo da cooperativa. O objetivo desta loja é “diversificar a área de negócio, consolidar o nome Soprei e dinamizar o comércio de proximidade”, disse ainda, aproveitando a ocasião para convidar os retalhistas da região a visitar o espaço e dele beber inspiração para uma eventual remodelação dos seus espaços, tornando-os mais “modernos e competitivos. Queremos tentar fazer escola para combater a grande distribuição”, adiantou.
O dia de abertura foi um sucesso e a comprová-lo estiveram os elogios dos clientes como o de Fernanda Marques que explica que se não fosse assim não havia mais sítio em Pedrógão onde fazer este tipo de compras. Por seu lado Manuel e Edite Simões destacaram o “bom aspeto, a boa apresentação e higienização do espaço”.
A loja situa-se na zona histórica de Pedrógão Grande e promete manter o legado deixado pelos antigos proprietários e uma história de 50 anos de simpatia no atendimento e qualidade nos produtos sempre a preços acessíveis.

Partilhar: