PROENÇA-A-NOVA - Dia Internacional da Alimentação assinalado

Com Rota das Aromáticas e Oficina do BioAromas.

PROENÇA-A-NOVA - Dia Internacional da Alimentação assinalado

Com o objetivo de assinalar o Dia Internacional da Alimentação, vai decorrer, no próximo dia 16 de outubro, no Centro Ciência Viva da Floresta a segunda edição da Rota das Plantas Aromáticas e Medicinais na História da Medicina, que assinala os cem anos da descoberta da insulina, e a 11ª oficina do BioAromas (este ano em conjunto com o BioAromas – liis) dedicada ao tema das “Plantas aromáticas e medicinais na alimentação sustentável e consciente”.
No primeiro caso as inscrições são gratuitas (e obrigatórias) e no segundo têm um custo de 13€ e o limite de 30 participantes. As mesmas podem ser formalizadas até 14 de outubro junto do Centro Ciência Viva da Floresta (na página de Internet, pelo email info@ccvfloresta.com ou pelo número 274 670 220), explica a câmara de Proença em nota enviada à comunicação social.
Em parceria com o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto e com a Sociedade Portuguesa de Diabetologia, que cedeu a exposição “Uma visita à história da diabetes no centenário da descoberta da insulina”, serão recordados os principais marcos que conduziram à descoberta da insulina em 1921.
De acordo com o programa, na sessão de abertura intervirão João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, e José Nunes, presidente da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco. A palestra inaugural está a cargo de Ana Mafalda Reis, professora auxiliar convidada do ICBAS, precisamente sobre os cem anos da descoberta da insulina.
Segue-se uma mesa redonda sobre “A insulina e a diabetes – sua caracterização e impacto na sociedade como fator de risco”, com moderação de Mariana Monteiro, professora associada com agregação do ICBAS, em que intervirão Ana Lucas, Beatriz Martins, Leonor Campelo, Mafalda Ferreira, alunas de Medicina do ICBAS que falarão sobre a Diabetes como a doença do século XXI; Pedro Menchaca, também aluno, dará o seu testemunho como jovem diabético; e Inês Prisco, interna de neurorradiologia do Hospital Pedro Hispano, falará da diabetes e do cérebro. A conferência conta ainda com a participação de Joana Leme, médica do Centro de Saúde de Proença-a-Nova e coordenadora da Unidade Funcional de Diabetes no Agrupamento do Centro de Saúde do Pinhal Interior Sul, que caracterizará a doença no concelho; e de Fernanda Delgado, professora na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco, que abordará o tema: “o papel das plantas aromáticas e medicinais no controlo da diabetes”.
A partir das 14:00, na 11ª Oficina dos projetos BioAromas e BioAromas liis, o chef e nutricionista Rui Lopes, do centro ciTechCare, do Instituto Politécnico de Leiria, dinamizará esta atividade que apresenta receitas em que as plantas aromáticas e medicinais desempenham um papel essencial. Os participantes terão oportunidade de assistir à sua confeção e de degustar o resultado final.

Partilhar: