PROENÇA-A-NOVA: Eventos abordam tema das alterações climáticas

“Tatuagens” e exposição de pinturas e desenhos reportam para a temática.

PROENÇA-A-NOVA: Eventos abordam tema das alterações climáticas

Alertar para o pensamento acerca das alterações climáticas é o objetivo de dois projetos que aconteceram nos dias 7 e 8 de maio, em Proença-a-Nova. Assim, “Tatuagens”, de Nuno Paulino, e a exposição “Pinturas e desenhos”, de Fátima Fernandes, abordam estas e outras temáticas relacionadas, tentando sensibilizar a população a olhar para estes problemas de forma mais aprofundada, relembra a autarquia de Proença-a-Nova em nota enviada à comunicação social.
No sábado, dia 7 de maio, o performer de rua Nuno Paulino apresentou o seu espetáculo de video-mapping pelas ruas de Proença-a-Nova, começando pelo Largo da Devesa, numa sessão que contou com a animação de rua e intervenções de diversos elementos da população do concelho. Temas como o consumismo, a poupança da água e os cuidados a ter na manutenção da existência de espécies como as abelhas, juntaram-se às alterações climáticas como os principais pontos a serem debatidos. Este espetáculo está inserido no âmbito do Projeto cultural FÔLEGO, do qual fazem parte Proença-a-Nova e outros quatro municípios: Mação, Oleiros, Sertã e Vila de Rei.
No domingo, dia 8 de maio, foi inaugurada a exposição “Pinturas e desenhos”, na Galeria Municipal. A exposição retrata um conjunto de trabalhos concebidos pela artista Fátima Fernandes, residente no Sobrainho dos Gaios. Entre as obras dispostas, podem ver-se elementos alusivos a várias problemáticas que marcam a atualidade, como por exemplo as alterações climáticas, críticas à exploração petrolífera, sociedade consumista e inflação de preços, bem como do estado de guerra vivido na Europa, lê-se na nota.
Marcou presença o vereador da câmara Ricardo Pequito que, após agradecer o trabalho realizado pela artista, frisou que “toda a cultura é sempre bem-vinda ao concelho. Nós, enquanto Câmara Municipal, queremos acrescentar algo, porque esta exposição não é só para a nossa população, mas para todos aqueles que nos visitam. Ainda para mais, quando é dedicada a temas tão importantes, como por exemplo os incêndios, um tema que a nós nos diz tanto”. Fátima Fernandes, autora da exposição, afirmou ter vontade de continuar a abordar assuntos atuais e que a preocupam, apontando alguns dos simbolismos patentes nos quadros e pinturas em exposição. A exposição estará patente na Galeria Municipal até ao dia 30 de junho, estando disponível um preçário e informação adicional no local.

Partilhar: