PROENÇA-A-NOVA: FEPC muda-se para antigo Instituto S. Tiago

Antiga escola é agora a base permanente de Castelo Branco.

PROENÇA-A-NOVA: FEPC muda-se para antigo Instituto S. Tiago

A Força Especial de Proteção Civil (FEPC) que estava estacionada no Centro de Meios Aéreos das Moitas no concelho de Proença-a-Nova mudou de casa. Passa agora para o antigo Instituto S. Tiago na Sobreira Formosa, igualmente no concelho de Proença, ficando a ocupar parte do edifício. A mudança aconteceu porque nas Moitas, a FEPC estava a ficar sem espaço para acomodar operacionais e equipamentos.
Esta manhã de 16 de setembro, o presidente a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Duarte da Costa e o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, assinaram o protocolo de cedência daquelas instalações à FEPC, a qual foi designada por Duarte da Costa como a “verdadeira Guarda Pretoriana do Regime” pois “quando se começa a não ter muitas opções relativamente à resolução das situações, é a FEPC que tem feito a diferença em resolvê-las”, justificou.

Na opinião deste presidente, o facto de se fazerem esforços para acomodar devidamente estes homens e mulheres é porque “são, verdadeiramente, o último argumento que eu tenho para resolver as questões”, reforçou, aproveitando esta oportunidade para agradecer ao Comandante José Realinho da FEPC pois, no seu entender, “tem sido o cimento que tem mantido a agregação desta força".
Este edifício, como explicou João Lobo, presidente da câmara, tem “um projeto em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Proença-a-Nova de Sobreira Formosa para o dotar de valências diferenciadas relativamente a idosos e cuidados de saúde”. Tal não impede a que sirva também para acolher esta valência da Proteção Civil. Entretanto existe um projeto para ampliar o Centro de Meios Aéreos das Moitas e por isso “teremos sempre condições novas/requalificadas e dignas para sedear a FEPC aqui (concelho)”, garantiu.
O autarca reconheceu ainda que esta ação que hoje tomou forma servirá igualmente para dinamizar economicamente a Vila da Sobreira. Com a manutenção desta força no concelho, é também reconhecido o esforço que o município tem feito, ao longo dos anos, e que está ao seu alcance, para dotar aquela estrutura de todas as condições.

Partilhar: