PROENÇA-A-NOVA: GNR fecha estabelecimento de restauração com nove pessoas no interior

Estabelecimento de restauração desrespeitou a legislação vigente sobre a Covid-19. GNR atuou e encerrou o espaço.

PROENÇA-A-NOVA: GNR fecha estabelecimento de restauração com nove pessoas no interior

Agentes do posto territorial de Proença-a-Nova da GNR intervieram ontem, dia 4 de fevereiro, num estabelecimento de restauração e bebidas com nove pessoas no seu interior por incumprimento das normas COVID-19, na localidade de Corgas, no concelho proencense. O espaço foi encerrado.
Na sequência de uma denúncia que “dava conta que um estabelecimento se encontrava a servir refeições, os militares deslocaram-se de imediato para o local apurando que no seu interior encontravam-se nove pessoas a almoçar e a consumir bebidas”, informa a GNR em nota de imprensa dirigida à Rádio Condestável.
Esta ação, explica a GNR, “culminou com a identificação das pessoas presentes no local, juntamente com o proprietário do estabelecimento. Perante o incumprimento das medidas contra a COVID-19, foram elaborados dez autos de contraordenação, um ao proprietário por inobservância do dever de encerramento do estabelecimento e nove por incumprimento do dever geral de recolhimento domiciliário”.
A Guarda Nacional Republicana “continuará a desenvolver esforços de sensibilização e fiscalização para o cumprimento da legislação vigente, no sentido de conter a disseminação da COVID-19”, conclui esta força da ordem na mesma comunicação chegada à nossa redação.

Partilhar: