PROENÇA-A-NOVA: UMS está a recolher resíduos de medicamentos

Que estão fora de prazo ou que já não são utilizados.

PROENÇA-A-NOVA: UMS está a recolher resíduos de medicamentos

A recolha de resíduos decorrentes da utilização de medicamentos, nomeadamente fora de prazo ou que já não são utilizados, embalagens vazias, folhetos, ampolas, bisnagas, frascos ou medicamentos e produtos de uso veterinário é mais um dos serviços que a Unidade Móvel de Saúde da Câmara Municipal de Proença-a-Nova tem à disposição.
Em nota enviada à comunicação social, Carlos Dias, técnico de Diagnóstico e Terapêutica pela UMS, refere que estes materiais “não devem ir para o lixo comum, porque se tiverem esse destino acabam em aterros, danificando outros detritos com as substâncias que possuem”. O técnico apela ainda as pessoas a que entreguem estes resíduos nas farmácias, Centros de Receção Veterinária ou locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica, que fazem a sua correta distribuição, onde acabam por ser reciclados ou incinerados, produzindo energia e contribuindo para o meio ambiente.
Caso as pessoas não possam deslocar-se às farmácias devem guardar estes resíduos e entregá-los na UMS, sempre que esta se desloca às localidades do concelho. Resultaram da mais recente recolha 24 contentores, que foram entregues nas farmácias locais: Farmácia Roda, em Proença-a-Nova e Farmácia Daniel de Matos, em Sobreira Formosa, que por sua vez os encaminham para a empresa ValorMed, ficando encarregue da separação, reciclagem e devido processamento destes materiais.
Há também objetos que não podem ser depositados nestes contentores, tais como termómetros, agulhas, seringas, pilhas, pensos, quaisquer aparelhos eletrónicos ou produtos químicos, devendo ser depositados nos seus respetivos contentores.

Partilhar: