PROENÇA-A-NOVA: Vacinação está a decorrer no concelho

Já foram vacinadas cerca de 100 pessoas ligadas aos lares do concelho. Brevemente começa a vacinação de outros grupos prioritários e o presidente da Câmara alerta para possíveis atos de oportunismo.

PROENÇA-A-NOVA: Vacinação está a decorrer no concelho

A primeira dose da vacina contra um Covid-19 já foi administrada em 64 utentes e 33 funcionários da Proença Lar e da Santa Casa da Misericórdia de Sobreira Formosa nos dias 22 e 23 de janeiro, respetivamente. A aguardar são 129 utentes e 94 funcionários da Santa Casa da Misericórdia de Proença-a-Nova tendo em conta o surto de COVID-19 nastituição, identificado a 15 de janeiro, e que neste momento ainda tem nove utentes - assintomáticos - que testaram positivo a ser acompanhados, bem como três funcionários positivos. Ainda um funcionário em isolamento profilático por contato com um caso positivo e quatro utentes que testaram negativo, mas que tem sintomatologia que obriga um acompanhamento mais próximo. A informação é restada pela autarquia proencense em nota enviada à comunicação social.
O processo de vacinação é o ser coordenado pela Unidade de Saúde Local de Castelo Branco, em conjunto com o Centro de Saúde de Proença-a-Nova e os grupos de enfermagem destas instituições.
A Ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou a 25 de janeiro que na decorrer da próxima semana terá início, a nível nacional, a vacinação de outros grupos prioritários, nomeadamente elementos de emergência pré-hospitalar (onde se incluem os bombeiros), forças de segurança, titulares de órgãos de soberania e pessoas com mais de 50 anos com menos uma das seguintes patologias: insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal (Taxa de Filtração Glomerular < 60ml/min), (DPOC) ou doença crónica sob suporte ventório e/ouxi oxigenoterapia de longa duração. Até o momento, desde o início da vacinação, a 27 de dezembro, já foram administrados 249 891 vacinas a profissionais de saúde que prestam cuidados a doentes, profissionais e residentes em Estruturas para Pessoas Residenciais Idosas (ERPI) e da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI).
João Lobo, presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, alerta que será a autoridade de saúde a contactar quem vai ser vacinado. "Sabemos que há oportunismo e quem se aproveitar situações e fazer esta chamada de atenção: quem realiza a agendação e ministra a vacina é a autoridade local de saúde, em articulação com o Centro de Saúde de Proença-a-Nova", refere. A Unidade Móvel de Saúde e a Bibliomóvel estão realizando um trabalho de proximidade nas aldeias do concelho, estando disponíveis para o esclarecimento de qualquer dúvida que possa existir sobre este ou outro assunto relacionado com o COVID-19.

Partilhar: