PROENÇA-A-NOVA/Covid-19: Município faz ponto de situação e emite comunicado

Município alerta para aumento de casos no concelho.

PROENÇA-A-NOVA/Covid-19: Município faz ponto de situação e emite comunicado

O concelho de Proença-a-Nova contabilizava esta sexta-feira, 9 de abril, quatro casos positivos de pessoas infetadas com Covid-19, 7 pessoas em vigilância, para um total de 207 recuperados e 3 óbitos.
O aumento de casos na última semana levou o presidente da Câmara Municipal de Proença-a-Nova, João Lobo, a emitir um comunicado à população onde se destaca que “apesar do desconfinamento parcial, não podemos de forma alguma refrear nos comportamentos de segurança que nos continuam a ser exigidos, mantendo o distanciamento social e limitando a socialização nas esplanadas ao estritamente necessário, cumprindo-se os normativos em vigor”.
O autarca dá igualmente nota de que "os quatro casos ativos se encontram circunscritos ao mesmo agregado familiar e que, de acordo com a autoridade de saúde local, de forma a prevenir e a mitigar hipotéticos contágios, este sábado, 10 de abril, serão testadas todas as crianças do pré-escolar". Nestas circunstâncias apela também "aos encarregados de educação que, com toda a serenidade e confiança, sejam coadjutores neste processo. Informo que os resultados às auxiliares deste equipamento deram negativo”.
Quanto à vacinação, esta será feita em massa a partir do próximo dia 19 de abril, sendo que o Centro de Saúde contactará os utentes, por escalão etário, via SMS ou contacto telefónico, de acordo com o definido pela Task Force no sentido de o processo ser o mais rápido e cómodo possível. O objetivo "é o de inocular 900 pessoas por semana, o que só é possível com o empenho dos profissionais de saúde, nomeadamente do grupo de enfermagem que aqui quero reconhecer", dá ainda conta a autarquia.
A terminar o autarca destaca que “o regresso a uma possível normalidade apesar das atuais circunstâncias depende de todos nós” e recorda que “somos todos agentes de saúde pública e que devemos estar conscientes da importância das ações individuais para proteção do coletivo”.

Partilhar: