REGIÃO/Covid-19: Risco de contágio baixa em toda a região

Há concelhos que se mantiveram no mesmo nível de risco, como foi o caso da Sertã (muito elevado) e Castanheira de Pera (extremamente elevado). Os restantes concelhos desceram de nível.

REGIÃO/Covid-19: Risco de contágio baixa em toda a região

Em comparação com o último relatório da Direção-Geral de Saúde, o documento desta segunda-feira mostra várias descidas significativas no que ao número de infeções de Covid-19 por 100 mil habitantes diz respeito.
Deste modo, para o nível de risco moderado onde, na passada semana não constava qualquer concelho, desceram Vila Velha de Ródão com 95 casos por 100 mil habitantes (95/100), Idanha-a-Nova (124/100), Mação (176/100), Proença-a-Nova (178/100), Pedrógão Grande (205/100), Oleiros (220/100) e Figueiró dos Vinhos (233/100). A descida mais significativa foi a de Pedrógão Grande que baixou três níveis. Na semana passada constava como extremamente elevado. Vila Velha de Ródão, Mação, Figueiró dos Vinhos, Idanha-a-Nova e Oleiros desceram dois níveis e Proença-a-Nova baixou um.
Para o campo “elevado” desceram os concelhos de Castelo Branco (385/100), Penamacor (336/100), Ferreira do Zêzere (289/100) e Pampilhosa da Serra (446/100). Com exceção de Ferreira do Zêzere que desceu dois níveis, os restantes concelhos baixaram um patamar.
No nível de risco muito elevado, mas no limite para descer, permanece o concelho da Sertã (480/100). A este junta-se o vizinho de Vila de Rei (692/100) que desceu um nível.
Finalmente, com uma taxa de incidência de 2410/100 está o concelho de Castanheira de Pera que se mantém no sítio mais elevado da tabela.
Os dados descritos referem-se à taxa de incidência cumulativa a 14 dias respeitante ao período compreendido entre 27 de janeiro e 9 de fevereiro.
Recorde-se que o Executivo definiu que os concelhos com menos de 240 casos por 100 mil habitantes têm risco "moderado", os concelhos com mais de 240 e até 480 casos por 100 mil habitantes têm risco "elevado", os concelhos com mais de 480 novos casos e até 960 casos encontram-se em risco "muito elevado" e os concelhos com mais de 960 casos por 100 mil habitantes têm risco "extremamente elevado".

Partilhar: