SERTÃ: FUS comemora aniversário com concerto

“FUS & Friends” assinala 191 anos de vida.

SERTÃ: FUS comemora aniversário com concerto

No próximo dia 4 de dezembro a Filarmónica União Sertaginense (FUS) realiza o concerto “FUS and Friends”, na Casa da Cultura da Sertã. A partir das 21:30, para além da anfitriã Orquestra de Sopros da FUS, estarão em palco diversos artistas ligados à música e ao teatro, como sendo Miguel Calhaz, Marco Figueiredo, Rui Martins, Pedro Martins, Paloma Del Pillar, Joaquim Nascimento, o Coro do Conservatório de Música de Coimbra do Pólo da Sertã, a A.Com.Te.Ser – A Companhia Teatral da Sertã e convidados surpresa, revela a Câmara Municipal da Sertã em nota enviada à comunicação social.
Com direção artística do Maestro Vítor Feitor, “o concerto constitui o ponto alto das comemorações do 191.º aniversário da FUS e será um espetáculo memorável, enriquecido pelas distintas dinâmicas de cada um dos participantes”, lê-se na mesma nota. A entrada é gratuita mediante apresentação de bilhete, que deverá ser levantado antecipadamente na Casa da Cultura da Sertã, de 29 de novembro a 3 de dezembro, das 09:00 às 17:00.
Refira-se que a 1 de dezembro, a Filarmónica União Sertaginense inicia as celebrações do seu 191.º Aniversário com o Haster da Bandeira às 09:00 no edifício dos Paços do Concelho, na Sertã, e às 09:30 na sede da FUS. Segue-se, às 10:00, a romagem ao cemitério com a sentida homenagem aos sócios e músicos falecidos. Às 10:30 terá início a arruada pelas ruas da Sertã, seguindo-se o almoço convívio na sede da coletividade às 12:30. O Batismo de Novos Executantes inicia-se às 15:00 e, meia hora mais tarde, decorrerá o “FUS Talent”. O programa de 1 de dezembro encerra com o lanche convívio, às 17:30, em que serão cantados os “Parabéns”.
A Filarmónica União Sertaginense foi fundada a 1 de dezembro de 1830. É uma coletividade essencialmente vocacionada para o ensino e divulgação da música que, ao longo da sua existência, tem estabelecido uma perfeita simbiose entre sucessivas gerações. Assume-se, atualmente, como uma das maiores e mais expressivas associações culturais do concelho, fruto da grande persistência dos seus dirigentes, da incondicional dedicação dos seus executantes e da grande generosidade dos seus associados.

Partilhar: