SERTÃ: Gala voltou a homenagear Eugénia Lima e o acordeão

Diversas sonoridades encheram a Casa da Cultura

SERTÃ: Gala voltou a homenagear Eugénia Lima e o acordeão

A Casa da Cultura da Sertã voltou a abrir portas este domingo, 20 de novembro, para mais uma Gala Eugénia Lima num evento que continua a homenagear esta acordeonista que, se fosse viva, faria este ano 96 anos de idade.
Pelo palco passaram David Antunes, Vasco Miguel, José Cláudio, Catarina Brilha, João de Castro, Emanuel Soares, Luís Mira, João Gentil e Marcos Press, este último argentino e que se fez acompanhar do seu violino. Em conjunto com João Gentil fizeram duas grandes homenagens, como disse Carlos Miranda, presidente da Câmara Municipal da Sertã, no final do espetáculo:

Este tipo de concertos é de extrema relevância porque, o mesmo público que está habituado a ver e a ouvir o acordeão de um modo tradicional, pôde assim sentir outras sonoridades, acrescentou: 

José Cláudio, responsável pela organização destas galas concordou, aos microfones da Rádio Condestável, na importância em trazer várias sonoridades deste instrumento que é tão versátil:

Enquanto viva, Eugénia Lima foi uma das embaixadoras do acordeão e esta gala, para além de homenagear “a grande embaixatriz do acordeão serviu também para homenagear este instrumento”, disse ainda José Cláudio.

Partilhar: