SERTÃ: Intervenção florestal originou pedido de explicações

Vereador do PSD questionou “corte raso” em faixa de gestão de combustível

SERTÃ: Intervenção florestal originou pedido de explicações

Uma recente intervenção por parte da Brigada de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIM Médio Tejo), na Faixa de Gestão de Combustível entre Várzea dos Cavaleiros e o Figueiredo, na Freguesia de Várzea dos Cavaleiros, deixou o vereador do PSD na autarquia sertaginense, José Nunes, perplexo. Acontece que o espaço foi totalmente limpo, não tendo sobrado qualquer espécie autóctone e, na reunião do Executivo Municipal desta sexta-feira, dia 18 de novembro, pediu explicações:

A resposta a esta matéria veio da parte da vereadora Cristina Nunes que detém o pelouro da Proteção Civil e que identificou o trabalho como tendo sido feito pela Brigada de Sapadores da CIM Médio Tejo:

Apesar de não concordar com esta situação, Cristina Nunes esclareceu que o corte raso não é inédito:

José Nunes lembrou ainda que naquela mesma faixa foram cortados eucaliptos mas que não resolveu a situação porque, como disse, enquanto não se arrancarem as cepas, todos os anos irão rebentar.

Partilhar: