SERTÃ: IV Festin encerrou com chave de ouro

Sérgio Godinho atuou no Castelo da Sertã.

SERTÃ: IV Festin encerrou com chave de ouro

Perante uma plateia de 250 pessoas (em lugares marcados e sentados), o cantor Sérgio Godinho encerrou, no passado sábado, a 4ª edição do Festin da Sertã, um festival de música de bandas portuguesas com identidade cultural muito própria.
Ao longo de quatro anos este festival tem decorrido em espaços que potenciam um ambiente mais intimista e de maior partilha entre bandas. Ana Delgado, adjunta do presidente da câmara da Sertã destacou o facto do concerto ter sido realizado “ao ar livre para podermos ter mais público e fechar com chave de ouro”. A iniciativa complementa outras ofertas culturais que o Município realiza, pois “não podemos dar sempre o mesmo tipo de ofertas ao nosso público. Isto é uma música alternativa e temos que continuar a trabalhar o Festin para que cada vez haja mais adesão a estes espetáculos”, reforçou.
Este é um festival por onde têm passado novas bandas e também novas sonoridades, realçou Pedro Ferrão da organização. “A proposta do Festin é dar a conhecer a nova música portuguesa pois faz-se muita coisa que não é tão conhecida do grande público mas com muita qualidade”.
No passado sábado Sérgio Godinho passou em revista alguns dos seus êxitos e também do seu mais recente trabalho. Pelo palco deste festival, na Casa da Cultura da Sertã, já haviam passado Homem em Catarse, Raquel Ralha e Pedro Renato.

Partilhar: