SERTÃ: Município intervenciona Faixas de Gestão de Combustível este mês

O Município da Sertã inicia os trabalhos de silvicultura preventiva de manutenção do troço da Rede Primária de Faixas de Gestão de Combustível (RPFGC) do concelho no próximo dia 11 de fevereiro. O anúncio é feito pelo próprio município em nota enviada à comunicação social.

SERTÃ: Município intervenciona Faixas de Gestão de Combustível este mês

Refira-se que esta rede está inscrita no Plano Distrital e Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios.
Os trabalhos realizar-se-ão nas localidades de Beirão e Fontainhas, na freguesia de Várzea dos Cavaleiros, numa intervenção que se estende por 20 hectares e coincide com a Rede Secundária (EM538).
A implementação da faixa de gestão de combustível, definida no mínimo com 125m de largura (62,5m para cada lado do traçado da Rede Primária) tem como objectivo diminuir a área percorrida por incêndios florestais, através de condições favoráveis e de segurança para o combate dos meios de supressão. Os trabalhos a realizar incluem a limpeza motomanual ou mecânica (quando possível) dos extractos arbustivos ou subarbustivos, a redução da densidade do arvoredo, garantindo um distanciamento entre copas, e a desramação no terço inferior das copas das árvores, quando necessário.
Na mesma nota, a autarquia sertaginense apela à compreensão, colaboração e empenho de todos nesta ação cujo objetivo é defender o principal recurso natural do concelho, a floresta, assim como o investimento dos produtores florestais. As intervenções serão realizadas pelos Sapadores Florestais da APROFLORA (Associação de Produtores Florestais e Agrícolas da Zona do Pinhal) e decorrerão em terrenos privados.
Refira-se que o material lenhoso (com valor comercial) resultante das operações de desbaste é pertença dos legítimos proprietários, produtores florestais, arrendatários e usufrutuários. A madeira será cortada a 2,50m e empilhada no local, sendo no entanto da responsabilidade destes a sua remoção dos locais de intervenção num prazo de 15 dias úteis. Os demais materiais (sobrantes sem valor comercial) serão retirados, triturados, queimados ou incorporados no solo, lê-se ainda na mesma nota.

Partilhar: