SERTÃ: Zona histórica vai ter cara renovada

Moradores ficaram satisfeitos com o projeto da obra

SERTÃ: Zona histórica vai ter cara renovada

Foi apresentado publicamente, esta sexta-feira, 23 de setembro, o projeto de “Revitalização do Largo Dr. Guimarães e Zona Histórica Envolvente com Ligação ao Castelo”, na sede de concelho, na Sertã.
Esta é uma obra que está incluída no PARU (Plano de Ação para a Regeneração Urbana da Vila da Sertã), a área de intervenção da operação abrange o Largo Dr. Guimarães, a Rua do Teatro, Rua Dr. Carlos Martins, Rua Dr. Santos Valente, Rua Zeferino Lucas, Beco da Amizade, Escadinhas Maria do Ângelo e Escadinhas de S. José. Para além da criação de um parque de estacionamento, a operação contempla também a remodelação de pavimentos com regularização da faixa de rodagem, com minimização de desníveis e reutilização de materiais existentes e alteração do perfil transversal das vias, para que as águas pluviais circulem ao centro da via, eliminando infiltrações nos edifícios do núcleo histórico. Serão renovadas as infraestruturas de abastecimento de água, drenagem de águas residuais domésticas e pluviais, redes elétrica e de telecomunicações. Por fim, será renovada a sinalização rodoviária e aplicado mobiliário urbano diverso.
Com um prazo de execução de oito meses, Carlos Miranda, presidente da câmara, concorda que é curto mas, mesmo assim a câmara decidiu avançar mesmo não tendo um financiamento, como é hábito, de 85%:

Nesta apresentação pública marcaram presença alguns dos moradores na área envolvente da obra e, pelo que se foi ouvindo, ficaram agradados com o que ali vai surgir, deu ainda conta Carlos Miranda:

Estas obras vêm na continuidade do projeto da Área de Regeneração Urbana (ARU) da Vila da Sertã e que abrange toda a zona histórica da vila, pretendendo dar vida à zona histórica e dinamizá-la em termos culturais, atraindo para ali o turista e assim também dinamizar o comércio existente, explicou o autarca:

Esta obra tem um investimento total de 702.486,84€, sendo comparticipada em 374.353,35€ (valor do FEDER correspondente ao saldo máximo disponível no PARU).

Partilhar: