SERTÃ/Covid-19: Município destaca papel do pai em tempos de pandemia

Hoje é Dia do Pai e o Município da Sertã lembra e destaca todos os que mudaram as suas rotinas e ajudaram nas lides domésticas, sendo que, em muitos casos, as assumiram na íntegra.

SERTÃ/Covid-19: Município destaca papel do pai em tempos de pandemia

A pandemia obrigou-nos a um novo normal, a formas diferentes de experienciar o quotidiano e a maneiras distintas de conviver em família. Ficámos mais longe uns dos outros e aprendemos a pronunciar palavras e expressões até então praticamente desconhecidas.
Muito do que tínhamos como assegurado foi colocado em causa devido a um vírus com nome estranho: SARS-COV-2. A sociedade adaptou-se e paulatinamente fomos aprendendo a reerguer-nos.
A capacidade de superação do ser humano foi posta à prova e talvez por isso são muitos os bons exemplos a reter desta crise sanitária. Médicos, enfermeiros, técnicos de saúde, polícias, bombeiros, funcionários de lares, comerciantes, trabalhadores de várias atividades. Uma verdadeira linha da frente que, embora imaginária, nos protegeu e quiçá salvou de uma quase iminente destruição comunitária.
Mas, porque as histórias da pandemia não se contam apenas no plural, hoje, no “Todos juntos no combate à pandemia”, o Município da Sertã lembra que “por todas as casas, há heróis e heroínas que deram o seu melhor pelas suas famílias, pelos seus filhos ou simplesmente pelos que lhes eram mais próximos.
As mães foram fundamentais no sempre difícil equilíbrio entre a vida profissional, familiar e doméstica. Mas aqui também são dignos de nota todos os pais, cujo papel, embora por vezes menorizado, é assaz fundamental para o equilíbrio familiar”.
Hoje assinala-se o Dia do Pai e com ele sobrevém toda uma carga simbólica que o Município realça ao afirmar que “hoje, o papel do pai parece estar a mudar, ao mesmo ritmo que os velhos estereótipos associados à condição masculina e feminina se vão esbatendo: o homem trabalha e a mulher cuida da casa e da família. A pandemia mostrou mudanças significativas que, apesar de não serem ainda a norma, emergem como sinais fundamentais para o futuro da nossa sociedade”.
Nestes tempos, em que a solidariedade tomou conta de muitas vilas e cidades, “também em muitos lares portugueses, os homens confirmaram aquilo que já se vinha afirmando como uma tendência, ou seja, o avental muda de mãos e enquanto a mulher sai para trabalhar na linha da frente, o homem assegura as tarefas domésticas e cuida dos filhos”, nota o Município, explicando que “no concelho da Sertã, há muitos exemplos destes, de homens que cuidam dos seus filhos, que orientam as tarefas domésticas, que ajudam nos estudos, enquanto as esposas vão para o trabalho. São esses homens que enaltecemos no programa de hoje”.
“Todavia, são também esses pais que, envergonhados, escondem essa condição, receando o julgamento de uma sociedade carregada de preconceitos e absolutamente castradora. Como se um homem que ajudasse em casa fosse um ser desprovido de personalidade ou de virilidade. Nada mais errado”, salvaguarda, pois “uma sociedade só pode ser justa e solidária se os homens partilharem as tarefas em casa com as suas esposas ou companheiras”.
A terminar, e felicitando todos os pais, o Município refere que, por tudo isto, “estes super pais que, não sendo super heróis, têm o poder de mudar mentalidades e de quebrar estereótipos. Têm o poder de dar ao mundo uma nova esperança e um novo olhar. São pais que, com o seu exemplo, incutem nas crianças novos valores de humanismo, mostram que afinal um homem também sabe cuidar e orientar a vida doméstica.
Porque a pandemia também nos pode dar lições carregadas de humanismo. Feliz Dia do Pai”, sublinha.

Artigos Relacionados

Partilhar: