SERTÃ/Covid-19: Município: "Momento é decisivo" e "é tempo de agir"

Este é um momento decisivo na vida de todos. A pandemia Covid-19 insiste em não dar tréguas, tanto no concelho da Sertã como em Portugal e no resto do mundo. O número de contágios cresce, o de internamentos também e o de mortos atinge patamares nunca imaginados.

SERTÃ/Covid-19: Município: "Momento é decisivo" e "é tempo de agir"

Este é um momento decisivo na vida de todos. A pandemia Covid-19 insiste em não dar tréguas, tanto no concelho da Sertã como em Portugal e no resto do mundo. O número de contágios cresce, o de internamentos também e o de mortos atinge patamares nunca imaginados.
No programa da Rádio Condestável que conta com apoio da Câmara Municipal da Sertã “Todos juntos no combate à pandemia” desta terça-feira, a câmara salienta que o drama é bem real e que não vale a pena tentar escondê-lo. “Vivemos um momento muito difícil e que exigirá o empenho de todos neste combate contra um inimigo invisível, mas cujos danos são bem reais”, sublinha.
Na mensagem de hoje a edilidade lembra as palavras mais recentes do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quendo disse que “temos mesmo de travar a escalada em curso. Já!”. Até porque, “o que fizermos todos até março, inclusive, determinará o que vão ser a primavera, o verão e, quem sabe, o outono”.
São palavras graves mas de grande sensatez, nota a câmara, sustentando que “é importante que todos percebam que atravessamos um período gravíssimo de disseminação da Covid-19 e, consequentemente, do número de pessoas que se debatem com situações graves e muito graves, bem como os que, infelizmente, morrem devido, direta ou indiretamente, à pandemia”.
Agora é tempo de agir, refere, adiantando que “todos temos um papel a desempenhar. A resposta passa pela ação concertada de todos. Pelo cumprimento rigoroso de medidas e ações que reduzam abrupta e imediatamente a intensidade da transmissão do vírus na comunidade. É a única forma de baixar o número de doentes graves, travar a perda de vidas e evitar o colapso do nosso sistema de saúde”.
A câmara relembra igualmente que “há dias, a Fundação para a Saúde pedia a cada um de nós um contributo que é certamente decisivo. O de pensar nos outros, nos nossos familiares, amigos, vizinhos e colegas. E também nos profissionais de saúde. Devemos preocupar-nos em proteger toda a comunidade, num gesto de enorme altruísmo que será benéfico para todos. E devemos ter a ousadia e a força de inverter a ordem das prioridades: do “proteger-me a mim” para o “proteger os outros”. Isso pode fazer a diferença. A cada momento e sem o sabermos podemos estar a transmitir o vírus involuntariamente”.
A terminar o Município sertaginense reforça que “é fundamental cumprir, sem hesitações, com absoluto rigor e tolerância zero, as medidas veiculadas pela Direção-Geral da Saúde” e apela a que façamos destas medidas o nosso guião diário de sobrevivência, nomeadamente:
- mantenha o distanciamento social;
- evite deslocações desnecessárias;
- use máscara;
- mantenha o ar renovado no interior dos espaços fechados;
- higienize frequentemente as mãos;
O Município da Sertã e a Comissão Municipal de Proteção Civil da Sertã solicitam, por fim, a colaboração de toda a comunidade. “Cada um de nós pode ser um agente de saúde, exercendo o dever cívico e a pedagogia adequada para sensibilizar e incentivar todos os que estão à sua volta para cumprirem as recomendações das autoridades de saúde. Esta é uma luta de todos. Façamos dela a nossa causa para garantir um futuro melhor”, vinca a autarquia sertaginense.

Artigos Relacionados

Partilhar: