SERTÃ/Covid-19: Município reforça alerta para cumprimento das regras da DGS

A situação da Covid-19 está a melhorar mas é importante não baixar a guarda pois a guerra ainda está para durar.

SERTÃ/Covid-19: Município reforça alerta para cumprimento das regras da DGS

Estamos a ganhar a batalha mas ainda não vencemos a guerra. Os números de infetados e mortos resultantes da pandemia Covid-19 estão a baixar de forma consistente, embora seja ainda cedo para falar de dinâmicas sustentadas e de cenários favoráveis ao próprio funcionamento do Serviço Nacional de Saúde. A capacidade hospitalar em Portugal continua no limite e isso deve obrigar-nos à continuação do esforço para que fomos convocados com as medidas de confinamento obrigatório.
Há, contudo, indicadores positivos sublinhados ao programa “Todos juntos no combate à pandemia” pelo Município da Sertã. Assim, no concelho da Sertã, por exemplo, “o número de infetados tem diminuído ao longo das últimas semanas. Neste momento o concelho baixou um patamar no nível de risco, encontrando-se agora entre os municípios com risco muito elevado de transmissão da Covid-19”. O lugar ainda não é o desejável e por isso a autarquia lembra que “devemos continuar a trabalhar para atingir os patamares mais baixos de risco de contágio”.
Assim sendo lembra as medidas a cumprir “sem hesitações, com absoluto rigor e tolerância zero: é preciso manter o distanciamento social; evitar deslocações desnecessárias; usar máscara; higienizar frequentemente as mãos e manter o ar renovado no interior dos espaços fechados. E mais importante: fique em casa”, sublinha o Município.
“Sabemos que temos pela frente um longo caminho que vai exigir de todos nós capacidade de resiliência e espírito de sacrifício. Não será uma luta fácil, nem seria correto dizer o contrário. Porém, o Município da Sertã e a Comissão Municipal de Proteção Civil da Sertã acreditam que quando tudo terminar sairemos, com certeza, mais fortes e mais unidos enquanto sociedade”, acrescenta, sustentando eu o tempo é de agir, não de “relaxar ou de discutir quem esteve melhor ou pior no combate à pandemia. Haverá tempo para isso nos próximos meses”.
Para a edilidade sertaginense “é fundamental perceber que todos temos um papel a desempenhar. Temos de estar concertados e focados nos objetivos. Temos de cumprir escrupulosamente as medidas e ações que visam reduzir abrupta e imediatamente a intensidade da transmissão do vírus. Só assim baixaremos ainda mais o número de doentes graves, impediremos a perda de vidas e evitaremos o colapso do nosso sistema de saúde”.
É importante também “proteger toda a comunidade, num gesto de enorme altruísmo que será benéfico para todos. E devemos ter a ousadia e a força de inverter a ordem das prioridades, ou seja do proteger-me a mim para o proteger os outros e isso pode fazer a diferença”, reafirma o município da Sertã, acreditando que “a vacinação será outra arma eficaz para travar a pandemia. Mas enquanto a inoculação da vacina não for generalizada e abranger a maioria da população, temos de redobrar os cuidados e manter-nos alerta”.
Façamos a nossa parte, num esforço de combate à pandemia que se pretende coletivo, finaliza.

Artigos Relacionados

Partilhar: