SERTÃ/Covid-19: Positivos aumentam na comunidade escolar

Escola Básica de Cernache do Bonjardim com situação mais expressiva.

SERTÃ/Covid-19: Positivos aumentam na comunidade escolar

Com a reabertura das aulas após o Natal, têm surgido alguns casos positivos de Covid-19 entre alunos, pessoal docente e não docente. No concelho da Sertã e no seio do Agrupamento de Escolas da Sertã (AES) o caso mais expressivo é na Escola Básica S. Nuno de Santa Maria, em Cernache do Bonjardim onde, numa turma de primeiro ano, após testes realizados esta segunda-feira, dia 17 de janeiro, “a maioria dos alunos testou positivo”, confirmou à Rádio Condestável o diretor do AES, José Carlos Fernandes.
Na turma de 4º ano da mesma escola também têm aparecido alguns positivos e as autoridades de saúde estão a equacionar a realização de testes nessa turma. “Temos estado em contacto com a Delegada de Saúde Pública e provavelmente irão fazer testes mas é uma questão que ainda tem que ser acertada”, reforçou, garantindo que mal exista “informação mais precisa será dada a conhecer aos respetivos encarregados de educação”.
Entre o pessoal docente e não docente também têm surgido alguns casos, no entanto José Carlos Fernandes concorda que o número é residual face à totalidade de professores e auxiliares existentes no agrupamento. “Na semana passada foram feitos testes e, num universo de 300 professores e funcionários, seis testaram positivo”, números que, no entender do diretor, “seguem a tendência nacional”.
Neste momento as indicações das autoridades de saúde são para que “as escolas sejam tratadas como a restante comunidade, ou seja, o professor, assistente operacional ou aluno que teste positivo vai para casa no período que está definido e os restantes continuam a frequentar a escola. Mesmo que sejam vários casos na mesma turma”, adiantou.
Apesar de existirem muitos casos, a situação não é tão grave como há um ano atrás e o diretor do AES pede “compreensão” aos pais.
Nas restantes escolas do AES há turmas onde ainda não se verificou qualquer caso positivo e outras onde surgiram até cinco casos.
Os alunos que têm que ficar em casa, dependendo de cada professor, ou têm aulas online, ou acedem às matérias lecionadas através das diversas plataformas eletrónicas existentes para o efeito e que já são do conhecimento de toda a comunidade escolar.

Creche e jardim-de-infância “O Pinheirinho” também conta vários casos positivos

A Creche e o Jardim-de-infância “O Pinheirinho”, valência da Santa Casa da Misericórdia da Sertã (SCMS) também conta alguns casos positivos entre as crianças e colaboradoras. Só numa sala existem 10 casos mas, segundo avançou José Tavares Fernandes, Provedor da instituição, e seguindo as orientações da Delegada de Saúde, “a sala não fecha”.
À semelhança de outras situações aguarda-se agora as dimensões que esta situação irá atingir mas, se nos próximos dias o número de colaboradoras infetadas aumentar, “já temos o Lar de Nossa Senhora do Carmo de sobreaviso para o caso de haver necessidade de reforço de pessoal. Se for necessário o próprio lar dará uma ajuda na infância”, esclareceu o provedor. Por outro lado, se o pior acontecer no universo das educadoras, Tavares Fernandes acredita que não será necessário pedir reforço até porque a instituição tem mais profissionais do que aquelas que foram protocoladas com a Segurança Social.
Mesmo com este aumento de casos, o provedor da SCMS acredita que a normalidade regressará em breve e deixou uma mensagem de tranquilidade aos pais e encarregados de educação, uma vez que, só em caso de haver um grande número de infeções é que a valência fechará.

Partilhar: