SERTÃ/Greve dos carteiros: Só serviços mínimos estão a ser assegurados

Dos nove carteiros efetivos, só dois estão a trabalhar.

SERTÃ/Greve dos carteiros: Só serviços mínimos estão a ser assegurados

Os carteiros do Centro de Distribuição Postal (CDP) da Sertã estão em greve hoje e amanhã (22 e 23 de junho), reivindicando melhores condições de trabalho.
De acordo com José Batista, do Sindicato Democrático dos Trabalhadores dos Correios, Telecomunicações, Media e Serviços (SINDETELCO), dos nove efetivos, apenas dois foram trabalhar. Dos restantes, cinco não foram, um está de baixa e outro não está ao serviço devido ao falecimento de um familiar.
O CDP da Sertã está a ser assegurado por dois efetivos da chefia, por três assalariados e um agenciado, informou José Batista, acrescentando que estão a ser assegurados os serviços mínimos, ou seja, a distribuição de correio prioritário, medicamentos urgentes, materiais perecíveis, vales e registos dos tribunais.
O mesmo responsável avançou igualmente que, “se nada for feito para resolver esta questão, os carteiros irão marcar nova greve, noutra altura, em breve”.
Recorde-se que os carteiros queixam-se da extensão de três giros (30, 100, 110), garantindo que não são exequíveis.

Artigos Relacionados

Partilhar: