TOMAR: Incendiário foi detido e está na prisão

Detido em flagrante

TOMAR: Incendiário foi detido e está na prisão

Na sequência da detenção em flagrante delito pela Unidade de Emergência Proteção e Socorro (UEPS) da GNR de Coimbra, a Polícia Judiciária (PJ), através do Departamento de Investigação Criminal de Leiria, “recolheu elementos indiciários que esclareceram as circunstâncias em que ocorreu um incêndio florestal no passado dia 24, na freguesia de Serra / Junceira no concelho de Tomar”, informou a PJ em nota enviada à imprensa.
O incêndio foi ateado com recurso a chama direta.
Resultam, da cooperação na troca de informação com aquela força de segurança, “fortes suspeitas de que outras ignições naquela zona possam estar relacionadas com o mesmo autor”, diz a PJ.
A UEPS é a força especial da GNR a quem está incumbida a função de ataque inicial aos fogos florestais.
O suspeito, um homem de 50 anos de idade, foi presente às autoridades judiciárias competentes, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Partilhar: