VILA DE REI: Gestão de Combustíveis de Rede Secundária com trabalhos a decorrer

Medida tem em vista preservar a floresta dos incêndios.

VILA DE REI: Gestão de Combustíveis de Rede Secundária com trabalhos a decorrer

Já começaram, no concelho de Vila de Rei, os trabalhos de execução de Faixas de Gestão de Combustível, nas faixas de rede secundária. Estão a ser realizadas pelas equipas de Sapadores Florestais do Município de Vila de Rei, da Associação Florzêzere e pela brigada de Sapadores Florestais da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.
Como refere a autarquia vilarregense, as faixas de gestão de combustível de rede secundária desenvolvem-se sobre as redes viárias/estradas, em dez metros para cada lado da via, com o objetivo de, em caso de incêndio, proteger vias de comunicação, infraestruturas e equipamentos sociais, zonas edificadas e povoamentos florestais. Os trabalhos a realizar incluem a limpeza motomanual dos extratos arbustivos ou subarbustivos, a redução da densidade do arvoredo, garantindo um distanciamento entre copas, e a desramação no terço inferior das copas das árvores, avança a câmara.
Os trabalhos vão desenrolar-se ao longo de 90 hectares, sobre as vias de comunicação entre Portela – Boafarinha – Eira Velha, EN2 – Fonte Boa – limite do Concelho, ER 348 – Almofala – Quinta das Laranjeiras – Ribeiros – Pereiro – Vale das Casas, EN2 – Lousa – Água Formosa – Quinta das Laranjeiras, Zevão – Seada e ao longo da antiga EN244, entre os limites de concelho com a Sertã e Mação.
O material lenhoso com valor comercial resultante destas operações de desbaste é pertença dos legítimos proprietários, que deverão, num prazo máximo de 15 dias, realizar a sua remoção. Os restantes sobrantes da ação de gestão de combustível, sem valor comercial, serão retirados, triturados ou queimados no local.

Partilhar: